Bem-vindo!
 
InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

  Pondo as barbas de molho – depois do final

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 468
Data de inscrição : 28/02/2014

MensagemAssunto: Pondo as barbas de molho – depois do final    Sab Mar 01, 2014 1:49 pm

Título: Pondo as barbas de molho – depois do final (Originalmente postada dia 23/03/2013)
Autor: strawberriesapples
Shipper: Princesa Armena/Major Hot
Gênero: Romance
Censura/Classificação: R
Capítulos: One-shot
Completa: Sim
Resumo ou uma promo: Ela estava desesperada e faria de tudo para estar com ele. Ele estava desesperado e era possessivo. Bendito armário de vassouras!


O Major Nelson se livrou da cúpula do abajur, entrou pela porta mais próxima que ele encontrou e trancou-a por dentro. Era um armário de vassouras.
- Acho que ninguém encontra a gente aqui! Jeannie, saia.
Ela saiu da garrafa e colocou os braços em volta do pescoço dele.
- Amo! Por que eu não posso ser estrela de TV?
Ele automaticamente pôs as mãos na cintura dela.
- Eu é que te pergunto, que ideia foi essa? – perguntou ele, colocando a garrafa de Jeannie em cima de uma prateleira.
- O Major Healey acha que eu tenho potencial!
- Ahhh, só podia ser coisa do Roger! Tinha que ser!
- Por que você acha que eu não posso trabalhar na TV? Não sou bonita o suficiente?
- Jeannie... não é isso...
Ela o encarava com um olhar sério no rosto.
- Você é linda, só que...
- Awww! Você me acha linda?
- Claro que acho... você é linda, charmosa e...
Ela sorria contente.
- E...?
- E... sexy...
O sorriso agora era maroto. Ela vinha tentando bolar um plano para ficar sozinha com ele desde que saiu da Praia dos Cocos. Já tinha tentado ir ao quarto dele, mas não tinha dado certo, muito pelo contrário. Depois que ele resolveu pôr um fim à sua carreira na TV antes que começasse, ela desistiu. Quando ela se viu trancada num armário de vassouras com ele, ela resolveu tentar novamente. A oportunidade caiu de pára-quedas... Perguntar a ele se ela não era bonita o suficiente deu certo!
- Oh, Amo! – ela deu-lhe um beijinho – Obrigada!
- Jeannie...
Ela continuou beijando-o e foi descendo para seu pescoço. Ele suspirou.
- Jeannie... aqui não!...
- Amo, você mesmo disse que ninguém acharia a gente aqui!...
- Você tem razão... – e lhe deu um beijo ardente.
Eles vinham ficando cada vez mais íntimos nesses últimos tempos. Os "Bom dia!" estavam mais sorridentes, os abraços, mais demorados, os passeios, mais frequentes e os beijos, mais longos. O Major Nelson passava mais noites em casa e se divertia na companhia dela. Quase não trazia mais serviço pra casa e passava a maior parte de seu tempo livre com ela. Ou ajudando com alguma coisa em casa, ou jogando cartas ou sentado no sofá vendo TV. Até os filmes românticos que ela gostava de ver ele via também. Até que em uma dessas noites de filme, ele não aguentou. Começou a acariciar lentamente um dos braços dela; os carinhos viraram um abraço apertado e logo depois desse abraço veio um beijo. Quando ela deu por si, estava deitada no sofá, com ele por cima dela. Ele logo percebeu o que tinha feito e saiu rapidamente de cima dela, desculpando-se e indo às pressas para seu quarto. No dia seguinte, ele pediu desculpas a ela mais uma vez e saiu para trabalhar. Mas ela percebeu que ele vinha olhando para ela com outros olhos ultimamente.
Um dia antes de ele viajar, ela preparou um jantar especial para ele, com tudo o que ele gostava de comer. Ele comeu com gosto e eles foram caminhar pela praia logo depois. Ela conseguiu tropeçar numa concha e caiu, ralando o joelho. Ele fez questão de levá-la para casa no colo. Quando chegaram em casa, ele a pôs no chão e agradeceu novamente pelo jantar. Ela olhou bem fundo nos olhos dele e viu aquele olhar diferente novamente. Ele a agarrou e a beijou profundamente, mas quando as coisas começaram a esquentar mais, ele a largou, desculpando-se e dizendo que precisava viajar no dia seguinte.
Foi assim que ela se viu numa das situações mais frustrantes de sua vida. Ela queria continuar aquele beijo, e muito! Tanto que se piscou para a loja onde o Major Nelson estava comprando um paletó, tentando convencê-lo de que ela precisava ir com ele. Mas tudo foi por água abaixo quando ele a viu lá. O Major Healey também apareceu na loja para despedir-se, mas vendo produtores de TV lá, não perdeu a oportunidade: apresentou-a a eles, como uma estrela de TV em potencial! Mas apesar de achar essa ideia interessante, o que ela queria mesmo era estar com seu amo, sentir aquele agradável cheiro amadeirado dele e ter aqueles lábios carnudos nos dela...
Quando ela percebeu que estava sozinha com ele, começou, mais uma vez a pôr o seu plano em prática. E dessa vez deu certo! Ele a beijava profundamente, roçando sua língua na dela e sugando-lhe o lábio inferior.
Ela estava muito excitada. O aroma amadeirado, as mãos dele apertando sua cintura e os deliciosos lábios dele estavam deixando-a louca! Aparentemente, ele estava se sentindo mais corajoso e desceu as mãos, apertando-lhe o traseiro. Ela deu um gemido.
- Não tivemos... oportunidade... de terminar... o que começamos... não é? – disse ele, descendo para o pescoço dela.
- É... até agora!
- Vamos... aproveitar... essa?
- Oh... sim, Amo!!!
As mãos dele passeavam pelo corpo dela, deixando-a arrepiada. Enquanto isso, ela desabotoava e tirava seu paletó e a camisa, arranhando o peito dele.
- Jeannie... pode me fazer um favor?
- Claro...
- Faça com que ninguém nos ouça...
- Amo, você... Aaah!
Ele tinha passado a mão direita por entre as coxas dela, empurrando-a para a parede, sem deixar de beijar seu pescoço.
Ela piscou e agora podia gritar a plenos pulmões que ninguém a ouviria... e pelo que ela percebeu, ele pretendia fazê-la gritar. Muito.
Ele retirou o véu e o colete dela, beijando seus ombros. Ela moveu-se mais para perto dele e sentiu um enorme volume roçando contra sua barriga.
- Ohhh...
Depois dessa, ela foi direto para as calças dele, arrancando o cinto e desabotoando as calças, puxando o zíper e as calças dele para baixo rapidamente. Ele fazia o mesmo com as dela. Ele abaixou-se um pouco e ela sentiu o tal volume agora bem mais abaixo de onde ela tinha sentido antes...
- Aaah!!!
- Mm...
Ele tirou com cuidado seu bustiê e desceu do pescoço para os seios dela, apertando, beijando, sugando, lambendo. Ela gemeu alto, jogando a cabeça para trás.
- Aaaaaaaah!
- Mmmmmmm!...
Ela sentiu a mão direita dele deslizar pelo seu tronco e parar logo abaixo de seu umbigo. Sem parar de beijá-la, ele começou a acariciar aquela região, arrepiando-a inteira e fazendo a área por entre suas pernas latejar. De repente ele parou, e quando ela achou que ele fosse abraçá-la de novo, ele desceu mais a mão, friccionando a área latejante... Ela deu um gritinho.
Ele deu uma risada e continuou os movimentos circulares, sugando seu pescoço e lábios. Ela arranhava as costas dele, sem parar de gemer.
Ele foi diminuindo a fricção, puxando a roupa de baixo dela para baixo com o dedo indicador e o médio. Logo depois, estes dois dedos subiam e desciam dentro da tal área latejante... Ela deu outro grito. Ele sabia mesmo o que estava fazendo quando pediu para ela fazer com que ninguém os ouvisse...
Depois dele quase levá-la ao êxtase, ela, não agüentando mais, gemeu, no ouvido dele:
- Amo... você... eu... quero... você...
- Agora... mesmo!
Ele parecia não estar mais agüentando também. Arrancou sua roupa de baixo rapidamente e de repente, ela sentiu algo quente, massivo e rígido penetrando-a. Ela deu um grito prazeroso e escandaloso.
- AAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHH!
Ele também deu um gemido alto e continuou penetrando-a lentamente. Ela não parava de gemer. A adrenalina subiu, e ele acelerou, penetrando-a com força. Ela gritava de prazer, ocasionalmente clamando por ele. Ele também clamava por ela, gemendo. Nunca ele falando seu nome deixou-a tão excitada. E Céus, como ele era gostoso.
Depois de um orgasmo barulhento e depois de se recomporem, ela piscou e eles se viram fresquinhos e arrumados. Ele a abraçou carinhosamente. Ela também o abraçou, e sussurrou em seu ouvido:
- Major Nelson, você é fantástico.
Ele olhou para ela, deu uma risada e respondeu:
- Você é que é maravilhosamente genial... Princesa Armena...
Ela deu uma risadinha e perguntou:
- Ainda quer que eu volte pra Praia dos Cocos?
- Nem pensar, Princesa.
- E quanto ao programa?
- Bom... Roger que se vire.
- Ele vai ficar tão decepcionado...
- Ninguém mandou querer fama e fortuna às custas da minha gênia...
- Bom, Amo, a Princesa Armena vai fazer sua estréia, de qualquer maneira...
- O que? – perguntou ele, incrédulo.
- Não no programa...
- Ah, é? Onde, então?
- No quarto do número 1020 da Palm Drive... – disse ela, rindo.
Eles saíram às gargalhadas do armário de vassouras, de braços dados. Enquanto isso, o repórter, que estava por ali, tirava várias fotos deles. Tinha certeza que ia ser o furo da semana...

FIM
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://jfics.forumeiros.com
 
Pondo as barbas de molho – depois do final
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Molho de tomate na massa pré-assada
» Precisa lavar depois de tingir??
» Meu cabelo antes e depois de deva
» Depois da Transiçao / e depois do Big Chop?
» Antes e depois - Mariana

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
J-fics :: Romance - M-
Ir para: