Bem-vindo!
 
InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 Um astronauta ao molho de pimenta - final estendido

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
bajumoon

avatar

Mensagens : 645
Data de inscrição : 04/03/2014
Idade : 31
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Um astronauta ao molho de pimenta - final estendido   Dom Jun 01, 2014 12:52 pm

Título: Um astronauta ao molho de pimenta - final estendido
Autor: bajumoon
Gênero: romance
Censura/Classificação: M
Capítulos: One-shot
Resumo ou uma promo: Final estendido e pervo do ep.! =P

I


Depois de toda a confusão por causa do molho de pimenta, Arvel finalmente voltou para o Texas, fazendo o Major Nelson finalmente respirar, aliviado.
Como se já não bastasse todas as confusões que Jeannie costumava envolvê-lo, ainda teve que aturar o seu primo, trazendo mais problemas.
Mais uma vez, por pouco Tony não perdeu o seu emprego. Mas por sorte, tudo tinha se resolvido.
Porém, para o Major Nelson, o pior não eram as confusões que Arvel causou. Mas sim, que a sua chegada atrapalhou seu relacionamento com Jeannie.
Eles ainda não tinham nem um ano de casados, e Tony queria curtir sua esposa o máximo possível.
No dia da chegada do primo Arvel, Tony esperava passar bons momentos ao lado de sua gênia. Por isso, planejou uma noite especial, com um bom vinho, uma lareira acesa e uma boa música, pra começar!
Ele entrou em casa muito entusiasmado e ansioso para estar com a esposa. Todavia, seus planos foram frustrados ao descobrir que Arvel estava em sua casa.
Mas agora, seu primo já tinha ido embora e nada impediria que ele pudesse finalmente aproveitar a noite com sua esposa. E se tudo saísse como ele queria, seria difícil acordar cedo no outro dia, para ir trabalhar.
Enquanto a gênia ainda acenava para o taxi, que partia, Tony entrou em casa, indo direto para o bar.
Lá estava sua garrafa de vinho, esperando por ele! Tony a pegou, colocando em cima de um móvel, e foi acender a lareira.
Algum tempo depois, Jeannie entrou em casa, fechando a porta. Foi até onde estava seu amo e perguntou:
“O que está fazendo, querido?”
“Bem, agora que finalmente estamos sozinhos de novo, podemos aproveitar a noite. Não acha?” Ele deu um sorriso sensual e prosseguiu: “A garrafa de vinho já está aqui!” Disse ele, apontando para a bebida.
A gênia sorriu amplamente e falou:
“Hum, nesse caso só me resta ligar a música!”
“Perfeito!” Ele falou.
A gênia piscou e uma suave música começou a tocar de fundo.
Tony sorriu, se aproximou de sua esposa e disse:
“A senhora aceita dançar comigo?”
“Com muito prazer, querido!”
Eles começaram a dançar lentamente, e a gênia apoiou cabeça no ombro dele.
Ah, como era bom estar assim com seu marido! O cheiro do perfume dele entrava em suas narinas e era tão gostoso!
Enquanto se movimentava, ela podia ouvir o coração dele batendo rápido.
Tony sentia-se no céu, quando dançava com Jeannie. Não importava quanto tempo eles já estavam juntos, era sempre especial, mágico, com tinha sido desde a primeira vez que a viu.
O Major Nelson a apertou em seus braços, colando seus corpos.  Queria senti-la ainda mais próxima de si.
Jeannie parou de dançar e deu-lhe um beijo.
“Eu amo você, meu querido Anthony!” Disse.
“E você é minha vida!” Ele a beijou profundamente.
Eles se afastaram e Tony foi até o móvel onde estava o vinho, abriu a garrafa, serviu sua esposa primeiramente e depois tomou a bebida para si.
“Ah, esse vinho é ótimo!” Falou a gênia.
“Sei de algo que é muito melhor!” Falou o Major Nelson maliciosamente.
Ele abraçou com firmeza a esposa e a beijou de forma selvagem.
Jeannie riu por entre os beijos. Ela amava quando seu marido ficava assim, mais impetuoso, cheio de atitude.
Não que ela também não gostasse quando ele era gentil e cavalheiro, essas eram as características que ela mais amava nele.
Mas vê-lo se render e ficar louco de paixão a deixava fascinada.
Os beijos dele desceram e foram para o pescoço da gênia.
“Hum, cheiro... seu gosto...” Ele passou a lamber e mordiscar aquela região. “...é delicioso!” Suas mãos desceram das costas da gênia, para passarem por seu traseiro, acariciando-lhe. “Você é deliciosa!”
“Ahh, Anthony!” Gemia Jeannie.
Ele voltou para a boca de sua esposa, sugando-a sofregamente.
Jeannie correspondia com a mesma paixão, desejando cada vez mais, aquela boca quente e ousada junto a sua.
Tony continuava com os beijos e carinhos e a gênia sentia seu corpo esquentar.
O Major Nelson também estava em chamas! Sentia que ia explodir de desejo e que logo não suportaria mais.
Ele a conduziu até o quarto, fechando a porta.
Sem conseguir mais esperar, ele retirou o vestido dela com urgência, assim como suas peças íntimas. Suas mãos passearam afoitas por todo o corpo dela, explorando-a, sentindo-a. Sua boca fazia o mesmo, enquanto seus ouvidos se deliciavam com os gemidos dela.
Ele imaginava que eles teriam uma noite tranquila, romântica e que eles estariam juntos, sem pressa, desfrutando do momento.
Mas bastava estar perto dela, sentir seu perfume, ou ver seu lindo sorriso, para que ele perdesse o controle de si.
Sua esposa sempre tivera o talento de deixá-lo louco!
Ele sempre se orgulhara de ser um homem calmo, equilibrado e organizado.
Porém, bastou que o furacão Jeannie entrasse em sua vida para abalá-lo, deixá-lo insano e arrebatado aos pés dela.
No começo ele até pensou em como seria bom ter sua vida pacífica de volta.
Mas, por fim, concluiu que nada seria o mesmo sem ela.
O amor e a felicidade que sentia por ela estar ali eram maior que tudo.
Viver intensamente ao lado dela era tudo o que ele queria!
Instantes depois, Tony retirou suas roupas também e deitou-se por cima dela na cama, penetrando-a profundamente e fazendo ambos gemerem.
A respiração dele estava acelerada e o suor escorria por suas têmporas.
Jeannie arranhava as costas dele e o abraçava com força, fazendo com que Tony se unisse ainda mais a ela.
“Ahhh, querido... isso é... é tão bom! Ter você assim é maravilhoso!” Falava ela, ofegante.
“Ohhh, você... você é incrível, Jeanniee!” Ele disse mais uma vez o nome dela, enquanto chegava ao prazer máximo, sendo seguido por ela.
“Eu amo você!” Disse ele, acolhendo-a em seus braços.
“Eu também te amo, querido! Pra sempre!”

Fim
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Um astronauta ao molho de pimenta - final estendido
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Molho do Habib´s
» MOLHO DE TOMATE DO HASSIN - RECEITA ORIGINAL
» MOLHO DE PIZZA
» Como engrossar o molho de tomate
» Molho de tomate do Hassin

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
J-fics :: Romance - M-
Ir para: