Bem-vindo!
 
InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 Chiffon rosa

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 468
Data de inscrição : 28/02/2014

MensagemAssunto: Chiffon rosa   Ter Jun 07, 2016 11:33 pm

Título: Chiffon rosa
Autor: strawberriesapples
Shipper: Jeannie/Major Nelson
Gênero: Romance
Censura / Classificação: R
Capítulos: One-shot
Nota: Escrita em 05/2016

Resumo ou uma promo: Jeannie não sabia a surpresa que teria quando decidiu experimentar aquela camisola...





Era um raro dia de folga para o Major Nelson e ele resolveu levar sua esposa para passear. Almoçaram fora, andaram pelo parque e Jeannie pediu para ir ao shopping. Eles caminharam até lá, já que não era muito longe.
- Amo, obrigada por me trazer ao shopping!
- Ora, querida, o que é isso!
- Com você é muito melhor! - disse Jeannie, agarrando-se ao braço de seu marido.
- Eu digo o mesmo - disse o Major Nelson, dando um beijo no topo da cabeça de sua esposa.
Eles olharam várias lojas, todas que Jeannie pediu para entrar. Ele tinha toda a paciência do mundo. Hoje era seu dia de folga e ele queria aproveitar com sua esposa. Iria onde ela fosse, faria o que ela quisesse.
Jeannie também não precisava comprar nada no shopping. Nem olhar, na verdade. Era só ela piscar que poderia ter qualquer coisa. Mas ir ao shopping era divertido. Olhar as vitrines, as coisas, as pessoas.
Especialmente com seu amo do lado. Essa era a melhor parte.
O Major Nelson estava despreocupado. Alguns anos atrás, ele teria ficado nervosíssimo em trazer Jeannie ao shopping. Ela não teria conseguido se controlar e teria piscado para consertar alguma coisa ou para ajudar alguém e ele teria que sair correndo de lá, porque na certa, acabaria em confusão. Hoje em dia, ele não tinha mais esse medo. Ela havia aprendido a se comportar muito bem e conseguia frear os impulsos. Especialmente depois de se casar com ele e se adaptar à vida cotidiana de uma mulher normal.
Eles passaram em frente a uma grande loja de roupas de cama. Tinha de tudo nela: lençóis, travesseiros, colchas, cobertas, pijamas e até colchões. Era dividida em vários setores: o de colchões, o de roupas de cama e o de roupas de dormir.
Jeannie ficou maravilhada com o tamanho da loja e as muitas coisas que tinha lá. Eles olharam os colchões, as cobertas, fronhas e lençóis e finalmente as roupas de dormir.
- Oh, Amo! Olhe esse pijama! Ia ficar ótimo para você! - disse Jeannie, pegando um pijama azul-marinho de seda.
- Querida, eu não preciso de um pijama novo!
- Ah, mas os seus estão meio velhinhos, Amo!
- Jeannie, eu gosto dos velhinhos.
- Mas esse... esse é tão lindo!
- Ok, querida. Seguinte: deixe esse pijama aí - disse o Major Nelson, colocando o pijama de volta no cabide - e você pisca um pra mim - terminou ele, sussurrando no ouvido dela.
- Mmm... tudo bem!
Jeannie sorriu um sorriso largo. Primeiro porque seu amo pediu algo para ela. Era meio raro. Segundo que seu marido sussurrou em seu ouvido com aquela voz sexy e rouca. Ela sempre ficava arrepiada.
Ela colocou o pijama de volta na arara e eles foram olhar as camisolas e pijamas femininos.
Jeannie viu robes, chinelos, pijamas de flanela, curtos, compridos, camisolas de flanela, camisolas de seda... até chegar nas de chiffon. O Major Nelson olhava distraidamente uns chinelos ali perto.
- Amo!
- Sim, querida?
- Eu vou ao provador experimentar uma camisola! Já volto!
- Ok!
Jeannie falou com uma atendente, foi ao provador e piscou para tirar suas roupas. Colocando a camisola devagar para não rasgar (sim, ela achava experimentar roupas divertido!), ela admirou-se no espelho. Sorrindo um sorriso travesso, ela chamou o Major Nelson.
- Anthony!
- Oi!
- Você pode vir aqui um instante?
- Claro!
O Major Nelson se dirigiu ao provador e bateu na porta.
- Jeannie?
- Entre!
Ele entrou e fechou a porta. E ficou boquiaberto. A camisola que Jeannie havia escolhido era uma pink de chiffon, bastante transparente e ele conseguia ver todas as voluptuosas curvas de sua esposa através dela.
Ele logo ficou excitado.
- Então, que tal? - perguntou ela.
- Uau!... - respondeu ele.
Jeannie deu um sorrisinho satisfeito e cruzou os braços, preparando-se para piscar em si mesma suas roupas. Ela sabia que seu amo iria gostar...
Mas ele a interrompeu.
- Espera!
- O que foi, Amo?
- N-Não tire agora...
- Não? - ela levantou a sobrancelha esquerda.
- Não... deixa que... - ele a beijou - eu tiro...
Jeannie soltou um gemido. Estava nos planos dela experimentar a camisola, fazê-lo vê-la com a peça e deixá-lo louco! Mas não estava nos planos dela que ele ficasse tão doido a ponto de beijá-la dentro do provador e dizer que queria tirar a camisola dela ele mesmo...
Ele voltou a beijá-la e acariciá-la por cima do tecido leve e transparente. Jeannie estava surpreendida. Seu amo, aquele astronauta corretíssimo e íntegro, sério e dedicado, devoto ao programa espacial, estava beijando-a desesperadamente dentro de um provador de uma loja de roupas de cama...
- Mmm... Amo...
- Oh, Jeannie... você sabia muito bem o que tava fazendo quando me chamou pra te ver com essa camisolinha, né? - ele sussurrou com aquela voz deliciosamente rouca, enquanto continuava acariciando-a.
- Oh... eu sabia que você ia gostar, mas não a esse... ponto- aaah! - Jeannie deu um gritinho enquanto sentia a mão direita de seu amo tocá-la em suas partes baixas.
Ele beijava-a no pescoço, enquanto sua mão continuava trabalhando. Ele puxou um pouco a roupa de baixo de Jeannie para baixo e inseriu dois dedos dentro dela.
- Ahhh! - gemeu ela.
Ele foi descendo com os lábios, beijando-lhe o corpo através da camisola. Ele chegou aos seios dela, arranhando-os levemente com os dentes e mordiscando os mamilos. A sensação do tecido contra sua pele causava-lhe arrepios.
- Ohhh... Ahh...
Os dedos do Major Nelson continuavam trabalhando enquanto seu polegar agora esfregava o botão mais sensível das partes íntimas de sua esposa.
- Ohhh, Céus!
Ela logo alcançou o clímax, respirando pesadamente.
- Oh, Anthony... - ela suspirou.
Ele sorriu maliciosamente e ajoelhou-se, começando a beijar-lhe as coxas. Jeannie começou a ofegar novamente.
Ele tirou dela a calcinha e levantou a camisola, levando a língua para suas encharcadas partes íntimas.
- Ohhhhh!!!!
Jeannie incrivelmente ouviu passos se aproximando de sua cabine e piscou, fazendo com que seu marido ficasse invisível para as outras pessoas.
- Moça! - ela escutou do lado de fora da cabine - Você está bem?
- Ahhh... Ahn... sim!
- Tem certeza??
O Major Nelson a sugava, enfiando sua língua dentro dela, ora agitando-a no botão mais sensível, ora sugando-o também.
- Ohh, Céus!!! Ahhh!!!... Tenho!
A atendente olhou para dentro da cabine por baixo da porta. A moça ali dentro tinha as pernas muito abertas e pareciam tremer. Estranho...
Ela se retirou e Jeannie respirou fundo, antes de gemer alto novamente.
- Ohhhh, Anthony!!!
Ele havia feito sua esposa chegar ao clímax mais uma vez. Jeannie olhou-se no espelho. Ela estava descabelada, vermelha, ofegante e muito, muito excitada.
Anthony. Anthony era o culpado disso. Ela tinha "inocentemente" experimentado a camisola, só para ouvir um "Uau!" e vê-lo com aquela carinha de bobo...
Mas o homem a surpreendeu e resolveu tomá-la ali mesmo na cabine...
Ela observou-o subindo novamente, o rosto vermelho, os lábios molhados (e a boca meio aberta) e os lindos olhos verdes escuros de desejo. Na frente de sua calça (jeans!), uma enorme protuberância. Ela mordeu o lábio inferior. Mal podia esperar...
Ele finalmente arrancou dela a camisola rosa, beijando-a loucamente, apertando levemente seus seios. Ele então desabotoou suas calças, baixou o zíper e puxou sua cueca para baixo, seu pulsante membro apontando para frente.
Ele a agarrou e ela levantou as pernas, colocando-as em volta da cintura dele.
Ele olhou-a com um sorriso indecoroso nos lábios, como quem quisesse dizer, "olha o que você faz comigo". Ela mordeu o lábio inferior levemente e o beijou, gemendo através do beijo ao sentir o enorme membro dele penetrando-a. Eles jogaram-se contra uma das paredes do provador.
- Ahhh! - ela finalmente gemeu, quando ele interrompeu o beijo.
- Ohh, Jeannie...
- Anthony!...
- Ohh...
O Major Nelson tinha um ritmo mais acelerado desta vez. Afinal, eles estavam num provador de uma loja e a atendente não demoraria a voltar, estranhando mais uma vez o fato de a moça loira em uma das cabines do meio demorar-se tanto e gemer tanto ali dentro...
Ele acelerou mais, a adrenalina de estar em um local público e de estar intimamente com Jeannie mais uma vez fazendo com que seu clímax ficasse cada vez mais perto.
- Ahh! Oh! Oh!
- Nnnngh!...
- Anthonyyyy!!
- Aaagh!
Ele finalmente teve o seu alívio, levando sua esposa a um orgasmo extremamente satisfatório.
- Oh... Heh... - ele deu uma risadinha quase tímida.
- Oh, Anthony... - disse Jeannie, extasiada.
- Que foi, querida? - disse ele, com um sorriso cínico, beijando-a ternamente.
- Você é deliciosamente surpreendente, sabia?
Ele deu uma risadinha e beijou-a novamente. Ela devolveu um sorriso preguiçoso e piscou, vestindo-os. Piscando novamente, ela fez com que ele sumisse.
Jeannie procurou a moça que a atendeu.
- Oh, olá! - disse a moça - A senhora está bem?
- Estou ótima!... - Jeannie respondeu com um sorrisinho besta.
- Hum... - a atendente ainda estranhava.
- Jeannie! - ouviram elas; Jeannie virou-se.
Era o Major Nelson, vindo da sessão de cobertores.
- Você vai levar a camisola, querida? - disse ele, com um sorriso irônico.
- Haha, claro, querido.
Ele sorriu mais, abraçando sua esposa.
A atendente, ainda estranhando Jeannie, pôs a camisola numa sacola e entregou-a a dona, recebendo o dinheiro. Ela podia jurar que ouviu a nova dona da camisola gemendo de prazer dentro da cabine.
E ela ainda ouviu um nome. Era...
- Vamos, Anthony?
Anthony! Era esse o nome! Mas ela estava sozinha, claro! Será que era um casal recém-casado e que ela gemia de prazer só de pensar nele? De qualquer maneira, era muito estranho...
- Vamos querida... - ele pegou Jeannie pela mão.
- Ei!
- Hum?
- Quando é seu próximo dia de folga, hein?
Ele deu uma gargalhada e Jeannie deu uma risadinha.
A atendente só observou o alegre casal saindo da loja e balançou a cabeça, voltando-se para o seu trabalho.
 
FIM
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://jfics.forumeiros.com
 
Chiffon rosa
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» óleo de rosa mosqueta Inkanat
» Rosa de Saron – a flor e o hino
» Rosa de Sarom: Um poema a humanidade
» Cabelo ressecado após Hidratação
» Dúvidas pra saber se um produto é liberado? Poste aqui a composição!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
J-fics :: Romance - M-
Ir para: