Bem-vindo!
 
InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 Um conjunto desconjuntado - Final estendido

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
bajumoon

avatar

Mensagens : 645
Data de inscrição : 04/03/2014
Idade : 31
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Um conjunto desconjuntado - Final estendido   Sab Maio 31, 2014 10:09 am

Título: Um conjunto desconjuntado – Final estendido
Autor: bajumoon
Gênero: romance
Censura/Classificação: M
Capítulos: V
Advertências: Partes impróprias para menores
Resumo ou uma promo: Tony finalmente pode aproveitar suas férias com a Jeannie em paz.

I

O Major Nelson estava irritado. Queria fazer sua viagem com Jeannie em paz, mas o grupo Boyce & Hart estavam atrás, no carro, enquanto ele dirigia.
Tony não tinha a menor disposição para fazer uma turnê com eles. Não aguentando mais disse à Jeanne:
“Jeannie livre-se deles!”
“Mas amo, nós precisamos ir...”
“Eu quero que você livre-se deles agora, é uma ordem!”
“Está bem amo!” A gênia piscou e o grupo desapareceu.
“O que fez com eles, Jeannie?” Perguntou o Major Nelson.
“Eles estão bem amo. Eu os mandei para Chicago. Farão um show por lá e terão um bom empresário, que cuidará da carreira deles.”
“Que bom! Agora finalmente poderemos pescar em paz.”
Depois de algum tempo na estrada, eles finalmente chegaram ao local.
Tony estacionou seu carro em frente a uma casa de campo, onde um casal os recebeu.
“Bem-vindos meus queridos, vocês vão se hospedar aqui?” Perguntou uma simpática senhora, dona do lugar.
“Sim, eu já fiz as reservas. Mas antes pretendemos passar um tempo acampando próximo ao lago.”
“Como quiserem, vocês já tinham reservado dois cavalos e um guia, não é mesmo?” Tony assentiu. “O guia de vocês teve um contratempo e só chegará depois de amanhã, eu sinto muito!”
“Tudo bem,” Disse Tony. “Se a senhora puder providenciar os cavalos, nós sozinhos encontramos o lago e ficaremos por lá nesses dois dias.”
“Claro que sim! Meu marido vai providenciá-los, para que vocês possam chegar até lá.”
“Obrigado, senhora!” Agradeceu o Major Nelson.
“Imagina, foi um prazer!”
Tony arrumou parte de seu equipamento em um dos cavalos. Só levaria o essencial e deixaria o resto na humilde pousada, incluindo a bagagem enorme de Jeannie.
Assim que terminou de ajeitar tudo, Tony ia ajudar Jeannie a subir em um dos cavalos, quando a viu, paralisada.
“Jeannie, o que foi? Vamos, suba no cavalo. Eu te ajudo!” Mas ela só meneou a cabeça, olhando com medo para o cavalo.
Foi nesse momento que o Major Nelson lembrou-se que Jeannie tinha medo de cavalos. Em outra ocasião, quando Jeannie o transformara em um xerife, ela não quis subir com ele no cavalo, por medo. “Caramba! Eu tinha me esquecido disso!” Lamentou-se, teria que convencê-la de que era seguro:
“Não precisa ter medo, Jeannie. Estarei o tempo todo ao seu lado!”
“Não vou conseguir, amo!”
“Venha comigo, no meu cavalo, então! Nada vai te acontecer, eu prometo!”
“Eu não sei amo...” A gênia estava hesitante.
“Venha!” Ele a segurou pela cintura e a erguei sobre o cavalo, subindo em seguida.
Ele pegou as rédeas do animal, enquanto dizia para a gênia em voz baixa:
“Fique tranquila, estou aqui com você, certo?”
Jeannie balançou a cabeça e encostou-se ao peito de seu amo.
“Desse jeito até que não é ruim andar a cavalo.” Pensava ela, enquanto os dois seguiam uma trilha em direção ao lago.

Continua...
Voltar ao Topo Ir em baixo
bajumoon

avatar

Mensagens : 645
Data de inscrição : 04/03/2014
Idade : 31
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Re: Um conjunto desconjuntado - Final estendido   Sab Maio 31, 2014 10:14 am

II

“Jeannie, acorde! Chegamos!” Ela havia adormecido encostada nele e ele tinha gostado. Era uma ótima sensação tê-la tão perto dele. Sentia-se muito tranquilo e contente. Mas eles tinham chegado ao lago e era hora de descer.
”Ah, acho que peguei no sono!” Disse ela, bocejando.
“Tudo bem, vamos descer agora!” Ele desceu e a ajudou a fazer o mesmo.
Tony tirou o equipamento do seu cavalo e pegou as barracas para montá-las.
Jeannie se adiantou e as montou com uma piscada.
“Não precisa fazer isso, eu mesmo poderia ter feito.” Reclamou Tony.
“Sinto muito amo, eu só quis poupar o trabalho!”
“Está certo, mas de agora em diante deixe que eu faça as coisas do meu modo, ok?”
“Sim, amo!”
Eles passaram horas se divertindo em uma pescaria. Conversaram e riram, enquanto esperavam que algum peixe mordesse a isca.
Já estava anoitecendo quando voltaram ao acampamento, trazendo alguns peixes. O major Nelson acendeu uma fogueira para assá-los e os dois comeram.
“Veja amo, que noite linda! Será que não poderíamos dormir aqui fora, olhando para o céu?”
“É uma boa ideia! Vamos colocar os sacos de dormir aqui fora.”
Eles puseram os sacos de dormir no chão e deitaram-se, contemplando as estrelas.
A gênia sentia-se tão bem, tão feliz por estar ali com ele.
“Sabe de uma coisa, amo?”
“O quê, Jeannie?”
“Amo você!”
Tony apenas sorriu. Estava tendo as melhores férias de sua vida, simplesmente porque ela estava ali com ele.
“Eu também amo você!” Pensou o Major Nelson enquanto adormecia.
Jeannie levantou-se e puxou seu saco de dormir, para ficar mais próxima dele e ficou algum tempo o observando dormir.
Pensou o quanto tinha sido boba, por preferir excursionar com o grupo ao invés de ficar a sós com seu amo.
E como era maravilhoso estar ali!
“Quem sabe possa ficar ainda melhor!” Pensou ela, dando um selinho nele e se deitando para dormir.

Continua...
Voltar ao Topo Ir em baixo
bajumoon

avatar

Mensagens : 645
Data de inscrição : 04/03/2014
Idade : 31
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Re: Um conjunto desconjuntado - Final estendido   Sab Maio 31, 2014 10:17 am

III

O Major Nelson acordou e percebeu que Jeannie estava com seu saco de dormir bem encostado ao dele, praticamente junto. Ele não pôde deixar de sorrir com isso.
Vê-la assim ao seu lado, ao acordar, o fez pensar como seria se ela estivesse todas as noites na sua cama, esquentando seu corpo.
Ah, se ela lhe mostrasse por completo toda aquela paixão, que queimava em seus olhos e nos seus beijos! Ele rapidamente iria ao céu.
Nesse momento Tony começou a ficar desconfortável no seu saco de dormir.
Sua imaginação voava pensando nele tomando Jeannie em seus braços e fazendo amor com ela.
E aquele cenário era tão inspirador! Em meio a natureza, naquele lugar tranquilo, com o canto dos pássaros.
E eles estavam sozinhos, completamente sozinhos, isolados do mundo!
O Major Nelson balançou a cabeça tentando afugentar seus pensamentos sujos. Era melhor levantar-se de uma vez e ficar algum tempo afastado dela, até ficar “apresentável” de novo. Por sorte ela ainda estava dormindo.

***

Já passava do meio dia e o calor estava quase insuportável.
Tony estava sentado na doca do lago, pacientemente esperando pegar algum peixe.
Ele estava tranquilo, apesar do calor, mas Jeannie estava inquieta. Além de estar quente, estava cansada de ficar ali parada, sem fazer nada. Ela abaixou-se e sugeriu a seu amo:
“Amo o que acha de entrarmos no lago para nos refrescar? A água parece estar tão boa!”
“Não acho que seja uma boa ideia Je...” Antes que pudesse terminar a frase, a gênia o empurrou na água, se jogando logo em seguida.
“Jeannie, por que fez isso?” Perguntou Tony, tentando se situar dentro d’água.
“Hahaha, ah amo, foi divertido!” Jeannie aproximou-se de Tony e deu-lhe um selinho o abraçando.
“Ah, sua gênia travessa, não devia ter me provocado!” Ele a prendeu nos braços e a beijou.
O Major Nelson saiu do lago trazendo Jeannie consigo. Ele continuou a beijá-la com paixão.
Os dois estavam à beira do lago e apesar de ensopados, o calor agora era ainda maior.
O Major Nelson começou dar beijinhos no pescoço de Jeannie e puxou levemente a alça do vestido de verão que a gênia usava, beijando também aquele lugar.
“Ah amo! Isso é tão bom!” Sussurrava ela, totalmente entregue ao momento.
Tony a queria, céus, como a queria! Mas a sua consciência começava a incomodá-lo. Algo dentro dele que lhe dizia para parar. Mesmo contra sua vontade ele se afastou dela.
“Acho melhor pararmos por aqui Jeannie. Eu vou ao acampamento, trocar de roupa.” Disse Tony, dando as costas para ela e indo embora.
Jeannie ficou completamente perdida, não entendia o que tinha acontecido. Aproximou-se dele, o abraçando:
“O que aconteceu amo? Por que parou assim? O que eu fiz de errado?”
A Jeannie a olhava com preocupação e Tony sentiu-se mal. Ela era tão linda, tão doce. Como poderia resistir a ela?
“Jeannie você não fez nada, apenas não podemos seguir adiante. Eu já disse a você uma vez, não daria certo.”
“Mas amo eu quero estar com você, eu te amo muito! Preciso de você!” Pedia ela, olhando nos olhos dele.
“Não Jeannie! Eu não posso! Sinto muito!” Ele se desprendeu do seu abraço e saiu depressa rumando para o acampamento.
A gênia ficou imóvel vendo-o ir. Como ele simplesmente interrompeu tudo e foi embora assim? Não dava pra acreditar.
Porém, um brilho nos olhos de Jeannie surgiu repentinamente. Ela já sabia o que ia fazer.

Continua...
Voltar ao Topo Ir em baixo
bajumoon

avatar

Mensagens : 645
Data de inscrição : 04/03/2014
Idade : 31
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Re: Um conjunto desconjuntado - Final estendido   Sab Maio 31, 2014 10:25 am

IV

Durante o resto do dia, Jeannie e Tony quase não conversaram. Depois do almoço, o Major Nelson decidiu dar uma volta pelas redondezas. Não iria muito longe, apenas conhecer mais um pouco do lugar.
Ele convidou Jeannie para ir junto, mas ela recusou, preferindo ficar no acampamento.
Enquanto caminhava, Tony pensava em sua gênia. Deveria estar muito chateada com ele.
Ele mesmo estava irritado consigo. Era difícil lutar contra o impulso de ficar com ela.
Cada vez menos, tinha controle de seus sentimentos. Por que ele tinha que se apaixonar por ela? Por que ele?
Não, ele não estava arrependido por tê-la encontrado, por ela estar ao seu lado.
O que doía, era na poder ter Jeannie por completo.

***

No acampamento, Jeannie pensava a respeito da decisão que tinha tomado.
Ela sabia que ele a queria, mas era muito teimoso! Sempre fugia ou lutava contra o que sentia.
“Vamos ver quem ganhará essa guerra!” Pensava a gênia.
***

Quando o Major Nelson voltou do seu passeio já estava anoitecendo.
No dia seguinte, eles teriam que voltar para a pousada. Provavelmente o guia já estaria lá, para mostrar-lhes as belezas daquela região.
Tony achou que depois de um tempo afastado, Jeannie teria voltado ao normal, mas ele a encontrou calada e pensativa.
Havia um clima desconfortável durante o jantar deles e Tony sentia-se muito incomodado com isso.
“Jeannie, eu sei que você ficou chateada comigo. Eu sinto muito! Mas, por favor, me entenda!”
“Eu não estou reclamando, amo!”
“Mas você está diferente. Mal falou comigo o dia inteiro. Eu te peço, não fique assim, não suporto quando você fica desse jeito!”
Ele esperava que suas palavras a fizessem voltar a tratá-lo como antes, mas ela somente disse:
“Já está tarde, acho melhor eu ir dormir!” Ela dirigiu-se a sua barraca, sem olhar pra ele.
Tony sentia-se frustrado e irritado. Ela não podia tratá-lo dessa forma!
Nesse instante, ele se perguntava se valia mesmo a pena seguir sua consciência.
Escondida em sua barraca, Jeannie o observava com um sorriso.

Continua...
Voltar ao Topo Ir em baixo
bajumoon

avatar

Mensagens : 645
Data de inscrição : 04/03/2014
Idade : 31
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Re: Um conjunto desconjuntado - Final estendido   Sab Maio 31, 2014 10:28 am

V

Tony não conseguia dormir. Rolava de um lado para o outro, dentro de sua barraca.
Não parava de pensar na gênia. Ela estava ali tão perto!
De repente, ele ouviu um barulho lá fora. Pareciam passos de alguém.
Logo em seguida, ouviu esse alguém bater na sua barraca. Ele ficou em alerta, até ouvir uma voz familiar:
“Amo, você está acordado?” Tony abriu a barraca e viu Jeannie.
“O que foi Jeannie?”
“Ah, amo! Acho que ouvi o barulho de algum animal aqui perto. Não quero ficar sozinha!” Disse ela o abraçando, enquanto secretamente sorria.
O Major Nelson desfrutava do abraço. Era tudo o que ele precisa naquele momento. Estava sendo ótimo ficar com ela assim, depois de ter sido ignorado o dia todo.
As mãos dele tocaram em um tecido sedoso e ele se deu conta que ela usava uma fina camisola. Sua mão esquerda subiu para o cheiroso e macio cabelo dela, enquanto lhe falava, com a voz enrouquecida:
“Não há com que se preocupar, Jeannie. Com a fogueira acesa nenhum animal se aproximará daqui.”
“Não tenho certeza disso! Por favor, deixe-me ficar aqui com você!”
“Não, não e não!” Tony estava com medo do que poderia acontecer, se a deixasse ficar.
“Por favor, amo, não me deixe só!” Pediu a gênia, o mais próximo possível do ouvido dele. Seus lábios roçaram a orelha de Tony levemente, mas foi o bastante para fazê-lo arrepiar-se.
Ele não teve mais forças para dizer-lhe não.
“Está bem, você pode entrar!”
Eles entraram na barraca, com Jeannie ainda agarrada nele.
“Tudo bem agora, Jeannie. Você pode dormir tranquila naquele cantinho. Está segura!”
“Mas amo, ainda estou com medo!” Ela colava seu corpo ao dele, enquanto seus dedos deslizavam pela nuca de Tony, arranhando-a com suas unhas.
Não, ela só podia estar fazendo aquilo de propósito! Ela queria enlouquecê-lo, fazer com que perdesse a razão.
“Jeannie...” Ele a afastou para pedir que se acalmasse, mas uma alça da ousada camisola de Jeannie caiu, expondo todo seu seio direito.
Ele ficou parado olhando-a, sem dizer nada. Vendo que ele continuava imóvel, Jeannie se aproximou e o beijou.
Tony continuou algum tempo parado, deixando ser beijado por ela, até que reagiu, envolvendo-a nos braços e a beijando profundamente. Ele desceu seus beijos para o pescoço de Jeannie e desabafou:
“Ah, Jeannie! O que você está fazendo comigo?”
Ele subiu sua boca novamente, mordiscando a ponta da orelha dela, fazendo-a gemer. Como ele havia descoberto aquele ponto sensível dela tão rápido?
Mesmo com os beijos e carícias, o Major Nelson tentava puxar para si a consciência, a razão. Qualquer coisa que o afastasse de Jeannie, mas nada surgia em sua mente, só a necessidade, a paixão, a urgência que sentia dela.
E ainda que tentasse escapar, Jeannie pressionava seu corpo ao dele. Era como se o desafiasse, como se quisesse saber até quando ele seria capaz de resistir, antes de tomá-la para si.
Depois de tanto lutar contra seus sentimentos, ele não resistiu e se rendeu.
O mundo, a razão e até mesmo sua carreira não mais o importava. Naquele momento ele a teria, sem se importar com as consequências.
Ele retirou a camisola dela, beijando e acariciando todo aquele corpo maravilhoso.
Não suportando mais, ele tirou seu próprio pijama e a possuiu, chegando ao êxtase, à felicidade completa.
Jeannie não poderia estar mais contente. Agora ele era realmente dela.
Eles adormeceram abraçados.

***

Tony acordou com a claridade vinda de uma pequena fresta da barraca. Jeannie dormia com a cabeça encostada em seu peito.
Logo eles teriam que levantar e arrumar tudo para voltar à pousada.
O Major Nelson sentiu Jeannie se mexer e ela abriu os olhos.
“Ahh, bom dia amo!” Disse a gênia, sonolenta.
“Bom dia Jeannie! Que bom que você acordou, temos que levantar!”
“Ah, não! Está tão bom aqui!” Protestou ela, se remexendo e inclinando a cabeça para beijar-lhe o peito nu. Tony deu largo sorriso.
“Humm, como isso é bom! Mas temos mesmo que ir. Já ficamos muito tempo aqui!”
“Só mais um pouquinho, sim?”
“Está bem, Jeannie!”
Ele não poderia negar o pedido dela, principalmente depois de ter tido a noite mais incrível de sua vida, graças à ela.
Ela continuou beijando seu peito, enquanto ele lhe acariciava as costas.
“Diga-me uma coisa Jeannie, você não estava realmente com medo ontem, não é?”
A gênia deu um sorriso travesso e balançou a cabeça.
“Como eu pensei! Você só veio aqui para me provocar e eu cai na armadilha.”
“Você está arrependido amo?”
“Não Jeannie. Estar com você foi a melhor coisa que poderia me acontecer.” Ele fez uma breve pausa e confessou: “Eu a amo, Jeannie!”
“Oh, amo querido!” Ela o beijou.
O Major Nelson sabia que jamais se esqueceria dessas férias. Foi tudo tão bonito, tão mágico!
Assim como seria o futuro deles a partir daquele momento.

Fim
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Um conjunto desconjuntado - Final estendido   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Um conjunto desconjuntado - Final estendido
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Conjunto de força Motor V12 - ALL Curitiba-Pr
» Um feliz final de semana a todos na Paz de Deus.
» Day after
» ANDROMEDA INTERESTING - Detalhes Interessantes de Andromeda
» LAST EPISODE Último episódio de Hércules

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
J-fics :: Romance - M-
Ir para: