Bem-vindo!
 
InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 É para isso que servem os amigos... - parte 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 468
Data de inscrição : 28/02/2014

MensagemAssunto: É para isso que servem os amigos... - parte 2   Sex Ago 24, 2018 8:02 pm

Título: É para isso que servem os amigos... - parte 2
Autor: strawberriesapples
Shipper: Peter/Janine
Gênero: Romance
Censura/Classificação: R
Resumo ou uma promo: Janine consola Peter e resolve se divertir um pouco também...





Janine finalmente conseguiu pegar Peter. Aquele rapazinho iria ver só...
Mas Peter se aproximou dela e a beijou novamente. Ela se rendeu ao beijo, deixando a língua dele roçar a dela.
Janine aproveitou os beijos de seu chefe por alguns minutos antes da adrenalina subir. Ela estava sentindo um leve incômodo na parte inferior de seu abdômen.
Peter desceu pelo pescoço dela, deixando suas mãos descerem até a frente da blusa dela. Ele suavemente apertou seus seios, fazendo-a ficar arrepiada.
Janine exalou. Sua intenção era conversar com Peter apenas, mas vê-lo praticamente só de cueca a fazia querer... fazer... coisas. Ele parecia absolutamente delicioso.
E ele estava carente, aparentemente. Carente e triste. Ela meio que sentiu pena dele.
- Janine...
- Mmm?
- Me deixa fazer amor com você – ele sussurrou em seu ouvido – Por favor...
Oh, sim, esse pedido sussurrado em seu ouvido, com aquela voz rouca deixou-a molhada. Ela não ia dizer não.
Ela apenas o beijou, deitando na cama, puxando-o para ficar por cima dela.
As mãos de Janine passeavam em suas costas musculosas até descerem para seu traseiro firme, apertando. Ele riu contra sua boca.
Olhos azuis com pálpebras pesadas olhavam profundamente em olhos verdes brilhantes.
- Faz amor comigo, Peter. – Ela disse.
Desta vez, ele respirou alto. Ele prontamente começou a tirar a roupa (com a ajuda dela) e desceu do pescoço para seu peito, enchendo sua pele de beijinhos molhados.
Sem seu sutiã, ele deixou esses pequenos beijos em torno de seus mamilos. Ela gemeu baixinho.
E então ele passou a língua neles.
- Oh!
E os chupou suavemente.
- Ohh!
- Eu já te disse... que amo as suas sardas?
- Mm… não…
- Eu amo... - ele disse, beijando toda a sua pele, descendo...
Janine estava respirando pesadamente. A ansiedade estava matando-a. Peter estava sendo agonizantemente lento. Ela precisava sentir aquela língua em suas… regiões inferiores, junto com aqueles lábios maravilhosos em seu clitóris e aquele membro grosso dentro dela.
Peter finalmente tirou dela a calcinha, beijando a parte interna de suas coxas e levando a língua para sua entrada molhada.
- Oh, meu Deus!
Ele soltou um suspiro pesado e começou a lambê-la freneticamente, acariciando suas dobras suaves com a língua.
- Ahh...
Ele encontrou seu clitóris e a sucção incessante começou.
- AHHH!
Peter inseriu o dedo médio dentro dela enquanto fechava a boca em torno de suas partes, a língua e o dedo trabalhando além.
- AHHH! Meu Deeeus!
Ela chegou ao clímax. Intensamente. O homem nunca decepcionava.
Ele deu um sorriso malicioso e beijou-a suavemente. Ela intensificou o beijo, puxando sua cueca boxer xadrez para baixo.
Mordiscando o lóbulo da sua orelha, ele penetrou-a, lentamente.
- Mmm!... - ela gemeu através do beijo.
- Oh, sim... - ele respirou, interrompendo o beijo.
- Peter...
Janine estava se divertindo. Peter podia ser arrogante, sarcástico e metido, mas ele era ótimo na cama. Um dos melhores amantes que ela já teve.
Não só porque ele era um cretino sedutor ou porque ele era grande.
Mas porque eles bastante compatíveis, quando se tratava de sexo.
Ele acelerou seus impulsos e sua respiração ficou pesada. Ela cruzou as pernas nas costas dele, tentando acompanhá-lo.
- Porra, isso é bom!
- SIM!
Peter estava agora metendo nela, tentando se controlar. Janine estava perdendo o dela a cada segundo.
- Ahh!
- Ohhh!
- PORRA!
- AHHHH!
Eles finalmente chegaram ao clímax, ambos exaustos.
Peter conseguiu o que queria: fazer amor com ela.
E Janine, o que ela percebeu que queria quando pôs os pés no quarto deles: ele.
Depois que a respiração normal voltou, decidiram ficar abraçados por alguns minutos. Janine tinha a cabeça no peito de Peter enquanto ele brincava preguiçosamente com o cabelo flamejante dela.
- Obrigado, Janine...
- Pelo que?
- Já fazia um tempo. – Ele disse, envergonhado.
Ela sorriu. O que ele quis dizer com "um tempo"? Alguns dias?...
- De nada, Peter...
Ele beijou o topo de sua cabeça. Ela sorriu contente.
- Olha! – ela disse de repente, olhando para o peito dele.
- O que?
- Você também tem lindos peitos!
Ambos riram com vontade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://jfics.forumeiros.com
 
É para isso que servem os amigos... - parte 2
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» LORNE PARA OS AMIGOS (PARTE 2)
» A consagração dos sacerdotes
» CCB - RECADO PARA A TURMA DA CARA ESCONDIDA PARTE 2
» Panelas, qual usá-las e para que elas servem de forma adequada!
» CCB Brás não empresta cama hospitalar para quem não faz parte da Igreja e empresta cadeira-de-rodas com os pneus murchos para Irmandade

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
J-fics :: Os Caça-fantasmas :: The real Ghostbusters-
Ir para: