Bem-vindo!
 
InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 Fazendo a fama

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 468
Data de inscrição : 28/02/2014

MensagemAssunto: Fazendo a fama   Dom Abr 15, 2018 10:20 pm

Título: Fazendo a fama
Autor: strawberriesapples
Shipper: Janine/Egon
Gênero: Romance/Humor
Censura/Classificação: R
Capítulos: 8
Resumo ou uma promo: Janine tem uma deliciosa ideia enquanto escova os dentes para dormir...



Trrrimmm!
- Alô? Caça-fantasmas!
- Srta. Janine Melnitz?
- Sim, pois não?
- Aqui é da dedetizadora, queremos confirmar a dedetização no seu apartamento amanhã...
- Ahhh, é mesmo! Eu marquei pra amanhã! Tudo bem! Podem pegar a chave comigo aqui, por favor.
- A senhora vai ficar aí até que horas?
- Até as seis!
Janine não aguentava mais o problema com baratas em seu apartamento. Havia um terreno baldio próximo ao seu prédio e andavam jogando lixo ali. Estava atraindo toda espécie de bichos peçonhentos. Ela não aguentava mais. Ela torcia para que as autoridades vissem quem estava fazendo isso e tomassem alguma atitude. Em relação às pessoas e ao terreno.
Ela tinha contratado uma empresa de dedetização para fazer uma limpeza em seu apartamento havia um mês e tinha se esquecido disso. Agora ela precisaria arrumar um lugar para ficar por uns dois dias. Ela não ia gastar dinheiro com um quarto de hotel...
Eles confirmaram que iriam pegar a chave do apartamento dela até as seis. Ótimo!
- Ok! Obrigada! Tchau!
- Quem era, Janine? - Peter descia as escadas.
- A companhia de dedetização!
- E reclamaram de fantasmas? Tsc tsc, são profissionais e não sabem diferenciar um ratinho nos encanamentos de um fantasma?
- Não, Dr. Venkman, eles vão trabalhar no meu apartamento!
- No seu apartamento? Ainda com problemas com as cascudas?
- Acho que elas resolveram passar férias lá...
- As vassouradas não resolveram...
- Minha vassoura está ficando careca!
- Putz...
- Eu preciso de um lugar para ficar por dois dias... - disse ela, lançando um olhar travesso para Peter.
- Ah, não! Você não tá pensando que...
- Pensando no que, Peter? - Era Egon.
- EGONNN! Querido!
- Alô, Janine. - disse ele, aproximando-se dela e dando-lhe um beijo na bochecha. Ela o abraçou.
Após o incidente terrível com a falsa fada-madrinha, Egon finalmente encheu-se de coragem e chamou sua adorada secretária para sair. Era verdade, ele a amava sim. Mas desde o primeiro encontro (a ida ao cinema), ele vinha se surpreendendo com mais um sentimento: ele estava se apaixonando por ela...
Janine ficou nas nuvens! Egon admitiu que a amava! Ok, ele disse que seus amigos também a amavam (e ela sabia disso), mas não importava! Eram as palavras que ela sempre quis ouvir dele porque era o que ela sentia por ele!
E além do carinho e amor, ela também era... enormemente atraída por ele. A incrível inteligência, aquele lindo rosto nórdico, a voz que a derretia e... aquele tamanho todo a deixavam louca!
Os encontros ficaram cada vez mais frequentes, eles passaram a ser mais carinhosos um com o outro... até que um dia, Janine fez algo que ela não tinha muita vontade de fazer, mas era preciso: ela cobrou de Egon uma atitude sobre o relacionamento. "Afinal, estamos namorando ou não?" "Claro que sim!" "Então... por que os outros não sabem?" "Eles sabem!" "Eu acho que não!" "Ok, então." Egon saiu do laboratório, desceu as escadas (Janine o seguiu) e disse a seus amigos, no andar de baixo: "Rapazes, a Janine é minha namorada." "OH, MEU DEUS! QUE NOVIDADE!" Peter disse, no tom mais sarcástico que conseguiu. "Sim!" "Sabemos, Egon." disseram Winston e Ray, sorrindo.
Ele olhou para ela com um sorrisinho meio besta. Ela ficou boquiaberta. Eles já sabiam! "Não disse?" - disse ele a ela, dando-lhe um beijo no rosto. Ela ficou envergonhada e "escondeu-se" no peitoral de seu amado. Ele riu e disse: "Preciso terminar de consertar o feixe de prótons. Vem me ajudar?" "Por favor!!!" respondeu ela.
Janine ficou feliz com o apoio dos outros Caça-fantasmas, apesar de ter que ouvir as piadinhas ridículas de Peter de vez em quando.
- Você me faz um favooor...? - disse ela, com a vozinha melosa que se dirigia a ele de vez em quando.
- Ahhh, nãooo! - Peter reclamou.
- O que você quer, Janine?
- A companhia de dedetização vai lá em casa amanhã... e eu não tenho onde ficar...
- Ora, por que você não fica aqui?
- Awww, jura, Egon?... - ela lançou o olhar para Peter de novo.
- Ah, Egon, não, poxa!
- Peter, qual é o problema da Janine ficar aqui?
- Ela vai alugar o banheiro, mandar na gente e transformar esse lugar na sucursal do inferno!
- Peter! - Egon o repreendeu.
- HAHA! - Janine riu, um riso de triunfo, olhando para Peter.
- Claro que você vai ficar aqui, Janine. - Egon olhou zangado para seu amigo.
- Humpf! Claro, ele vai fazer a vontade da namoradinha... - Peter resmungava baixo. Egon e Janine olharam um para o outro, rindo de Peter.
Ele passou por trás dela e falou-lhe baixinho ao ouvido:
- Já sabe que você vai ter que dar pra ele, né?
Janine espantou-se. Egon ouviu e espantou-se também.
- PETER! - disseram os dois em uníssono.
- Quer dizer... seja bem-vinda, Janine... - a voz de Peter estava carregada de sarcasmo.
Ele subiu as escadas, chateado.
- Obrigada, Egon! - Janine deu um beijinho em seu Caça-fantasmas preferido. Ele sorriu. - Vou ter que passar em casa pra pegar minhas coisas!
- Claro, pode ir!
- Até daqui a pouco!
- Até!
Ela não resistiu e deu outro beijinho nele. Ele sorriu e subiu as escadas.
- PETER!!! - chamou, zangado.
*****
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://jfics.forumeiros.com
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 468
Data de inscrição : 28/02/2014

MensagemAssunto: Re: Fazendo a fama   Dom Abr 15, 2018 10:20 pm

2



- Aqui tá ótimo!
- Não, Janine, você dorme na minha cama e eu fico aqui!
- Não, Egon, não precisa, aqui tá ótimo!
- O sofá da sala é muito desconfortável!
- Não é não, já cochilei aqui várias vezes!
- Hum... fazemos bem em não te dar aquele aumento...
- Fique quieto, Peter!
Janine já tinha passado em casa, pegado suas coisas, entregado uma chave aos dedetizadores e estava de volta à firehouse. Já passava das dez, e ela e Egon (com Peter se metendo) discutiam onde ela ia dormir.
- Egon, sério, aqui está ótimo! Agora, vai dormir porque eu sei que você tá cansado!
- Tem certeza? Eu posso colocar mais umas cobertas e...
- Tenho! Vou ficar bem aqui!
- Qualquer coisa, me chame!
- Pode deixar!
- Valeu, Egon! Era só o que faltava, a Janine ir dormir lá com a gente!
- Qual seria o problema, Dr. Venkman?
- Vai que você é sonâmbula! Ia querer me dar uma porrada no sono!
- Não preciso estar dormindo, isso eu faço acordada! - disse Janine, dando uma travesseirada em Peter.
- Ai!!! - reclamou ele.
- Boa noite, Peter. - disse Egon.
- Boa noite, Egon. - disse Peter, sorrindo para seu amigo. Egon olhava sério para ele. - Tá, já entendi... já vou...
Egon olhou para Janine se referindo a Peter com um olhar de quem estava perdendo a paciência.
- Olha a mão boba, hein, Egon!! - gritou Peter do alto das escadas.
- Vai catar coquinho, Dr. Venkman! - gritou Janine de volta.
- Não ligue para ele. Você vai ficar bem mesmo, não?
- Vou sim!
- Me chame, se precisar.
- Pode deixar. - ela sorriu.
- Boa noite. - disse ele, dando um carinhoso abraço nela. Ela o abraçou de volta e deu um beijinho nele. Egon foi dormir sorrindo.
*****
Egon sentiu um peso em cima de si mesmo no meio da noite. Parecia que realmente tinha algo em cima dele. Ele abriu os olhos e sentiu lábios macios colarem-se nos dele. Janine!
- Mmm...
- Ah, Egon, eu não aguentava mais! Eu quero você agora!
Ela estava completamente nua! E, ele não sabia como, mas, ele também estava!
- Janine! Ah... eles pod-
Ele foi interrompido por outro beijo, enquanto ela encaixava-se espertamente em seu membro ereto...
- Ahhh.... - gemeu ela.
- Oh... - e ele.
Janine se movia de um jeito totalmente inédito, levando-o à loucura...
Seu clímax estava cada vez mais perto...
- Ohhh...
- Oh, Egon!
- AHHHH!
Egon levantou-se de repente, encharcado de suor. Estava sozinho em sua cama e... totalmente vestido. Tinha sido um sonho. Mas sua roupa de dormir iria ter que ir para a máquina de lavar...
O fato de Janine dormir na firehouse tinha mexido com ele. Muito mais do que ele esperava.
Ele levantou-se e foi até o banheiro, lavar o rosto. Mas aquele sonho tinha afetado... sua libido. Ele estava ficando excitado só de lembrar-se do sonho.
Ele iria ter que dar um jeito nisso.
Trancou o banheiro, lavou o rosto e tirou sua roupa de dormir... e sua cueca.
*****
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://jfics.forumeiros.com
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 468
Data de inscrição : 28/02/2014

MensagemAssunto: Re: Fazendo a fama   Dom Abr 15, 2018 10:21 pm

3



Janine tinha acordado cedo. Resolveu ir até a cozinha e preparar o café da manhã. Os Caça-fantasmas chegaram à copa alguns minutos depois.
- Humm, que cheiro bom!
- Eu tou com fome!
- Bom dia, rapazes! O café está na mesa!
- Oh! Panquecas!
- Waffles!
- Ovos!
- Suco!
- Café!
- Janine!
- Não, a Janine não faz parte do café da manhã, Dr. Venkman...
- Do meu, você quer dizer...
Ela deu uma cotovelada leve em Peter.
- Ei, por falar nisso, cadê o Egon?
- Bom dia, Peter. Estou aqui.
- Bom dia, Egon! - Janine correu para dar um beijinho em sua bochecha.
- B-Bom dia, Janine...
- Você está bem? Você parece...
- Ahn... estou! Estou!
Ela olhou desconfiada para ele.
- Peter! - ela dirigiu o olhar para ele.
- Que foi? - disse Peter, cheio de panqueca na boca.
- O que você fez com o Egon?!
- Nada, ué!
Egon olhou meio incrédulo para seus amigos (e eles para ele, Peter e Janine ao mesmo tempo) e para sua namorada.
- Hã... Janine, ele não fez nada.
- Olhe para ele! Ele está vermelho, tem olheiras e está com essa expressão estranha no rosto! - ela apontou para ele.
- Eu não fiz nada, pô!
- Janine...
- Não?
- Hã... não... é que... eu... ahem! não dormi bem...
- Awww... - ela pôs as mãos nos ombros dele. Ele sutilmente se esquivou.
- Vamos tomar o café, sim?
- Claro, Egon. - disse Janine, estoica.
Alguma coisa tinha acontecido com ele... E ela iria descobrir o que!
*****
Egon tinha evitado Janine o dia todo. Aquele sonho tinha mesmo mexido com ele, e ele não poderia simplesmente atacá-la no meio do dia! O mais prudente era evitá-la, assim, ele não corria o risco.
Acontece que Janine havia percebido. Ele não estava fofo como de costume (ela tinha descoberto um lado adoravelmente romântico dele - bom, de seu próprio jeito), e parecia evitá-la.
- Egon! - chamou ela, no fim do dia. Ele subia as escadas para o laboratório.
Tinha sido o dia inteiro assim. Quando ele não estava em uma caçada, estava no laboratório. Chega!
- Sim? – ele estremeceu. Ele não queria ter que lidar com ela agora.
Ele se virou. Ela estava de braços cruzados, com uma expressão tristinha no rosto. Adorável! E muito atraente, como sempre...
- O que houve? Você está estranho desde o café da manhã!
- Estranho?... - ele sabia que tinha estado estranho o dia todo mesmo, e torcia para que ela não percebesse. Idiota!
- Sim! Você mal falou comigo o dia todo! O que aconteceu? Eu fiz algo de errado?
- Hã... - Ele lembrou-se do sonho. Com detalhes. Não, ela não tinha feito nada de errado, muito pelo contrário...
- Se eu fiz, me diga o que é...
Ela olhou para ele com um olhar suplicante, uma das mãos num dos braços dele e a outra no peito. Egon respirou fundo, tentando não perder o controle.
- Janine... eu... ando um pouco cansado, e... hã... por isso eu não dormi direito. E por eu não ter dormido direito, ando distraído o dia todo. Me perdoe.
Era tudo verdade. Ok, faltava um detalhezinho - o sonho - mas isso era o de menos...
- Awww... pobrezinho! Claro que eu te perdoo, Egon!
Ela o abraçou, e ele não tinha saída. Tinha que abraçá-la de volta. E exercer um enorme autocontrole.
Ela afastou se-dele, deu-lhe um beijinho nos lábios e voltou para sua mesa, sorrindo.
Egon sorriu de volta e subiu as escadas, respirando fundo assim que chegou ao último degrau.
Seria mais uma noite mal dormida, previa ele.
*****
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://jfics.forumeiros.com
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 468
Data de inscrição : 28/02/2014

MensagemAssunto: Re: Fazendo a fama   Dom Abr 15, 2018 10:22 pm

4



Janine escovava os dentes para dormir quando a voz cínica de Peter ecoou em sua cabeça: "Já sabe que você vai ter que dar pra ele, né?". Já era a quarta ou quinta vez que essa frase tinha passado pela cabeça dela e, cada vez que ela pensava nisso, ficava mais excitada.
Ela terminou de escovar os dentes e olhou-se no espelho. Uma ideia louca passou por sua mente. Extremamente louca, mas talvez desse certo. Ela deu um jeitinho no cabelo, deixou os lábios mais carnudos e abriu o robe.
"É, acho que tá bom..." - pensou ela.
***
Ela dirigiu-se para o quarto dos rapazes, abrindo mais a porta, que estava só encostada; ela caminhou até o meio do quarto. Lá estava Egon, deitado em sua cama, parecendo dormir um sono profundo. Ela não podia acordá-lo, ele precisava descansar!
Mas ele estava tão lindo com aquele pijama azul claro...
Janine aproximou-se da cama dele, nas pontas dos pés, tentando não acordar os outros.
- Egon!... - sussurrou ela.
- Mmm...
- Egon!
- Mm... Jan... Janine?
- Oi!
Olhando bem para ver se ela não acordava os outros, Janine deitou-se na cama de Egon, num espacinho que ele havia deixado ali.
Ela começou a acariciar a parte de trás do pescoço dele, para ver se ele se virava...
Egon sentiu um arrepio no pescoço, como se alguém estivesse mexendo nele. Ele se virou de repente e deu de cara com sua amada ruiva.
- Janine! - exclamou, em voz baixa - O que você está fazendo aqui?!
- Awww, você parecia tão tristinho... vim te animar! - sussurrou ela, com um enorme sorriso no rosto.
- Mas... mas...
Janine não perdeu tempo e passou a beijá-lo no pescoço.
- Ahn... J-Janine...
- Sim?
- Podem... nos...
- Podem nada! - ela o beijou na boca - Eu prometo ficar quietinha... - disse ela, com um sorriso indecoroso nos lábios, voltando-se para os dele.
- Mmm...
Janine achava que não podia perder essa oportunidade. Estar no quarto dos rapazes tentando seduzir Egon sem acordar os outros, fez sua adrenalina subir. Ela se sentiu mais atrevida e tirou o robe, revelando uma camisolinha nada modesta, bem curta e com um decote bem aparecido. Egon arregalou os olhos. Ela sorriu, voltando-se para os carnudos lábios dele.
- Mmm, Egon... - gemeu ela, indo de volta para o pescoço dele.
- Ah...
Ele não iria aguentar. Parecia muito com o sonho louco que ele tinha tido na noite anterior.
Janine voltou-se para os lábios dele e ele resolveu corresponder. Ela estava mesmo muito quietinha, gemendo baixo. E ela não era assim...
- Ah, Egon...
- Ei... posso te perguntar uma coisa? - disse ele baixinho.
- Claro!
- O que te deu essa ideia doida?
Janine mordeu o lábio inferior. Era embaraçoso.
- Promete não rir?
- Janine, querida... eu nem tenho como...
- Tá bem. Foi o Peter.
- O que?!
- Quando ele falou que eu teria que dar pra você...
Egon abriu a boca como se fosse dar uma gargalhada.
- Eu sei, é ridículo!
Ele deu um beijo na bochecha dela.
- Mas eu não tenho... eu quero!!! - disse ela, num tom travesso, beijando-o intensamente. Ele prontamente correspondeu.
Ela subiu em cima dele e tirou a camisolinha. Egon arregalou os olhos novamente e sorriu um sorriso maroto.
Janine beijou-o de novo e ele foi colocando-a de volta na cama, descendo pelo pescoço dela, até chegar nos seios...
- Ohhh...
- Shhh! - pediu ele.
- AH! Eu esqueci! Também, você me deixa tão doida...
- O sentimento é mútuo, senhorita Melnitz...
Ele voltou-se para os lábios dela e ela puxou as calças dele (e sua cueca) para baixo com os pés, enquanto ele também tentava tirar dela a calcinha.
Atacando-lhe o pescoço, ele a penetrou, lentamente. Ela puxou o ar pelos dentes.
- Oh, Janine...
- Ahh...
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://jfics.forumeiros.com
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 468
Data de inscrição : 28/02/2014

MensagemAssunto: Re: Fazendo a fama   Dom Abr 15, 2018 10:23 pm

5



Egon esqueceu-se por um instante de onde estava. Ter o corpo de Janine junto ao dele às vezes fazia-o esquecer-se até de quem ele era...
Janine estava em êxtase... essa ideia maluca foi uma das melhores que ela já tinha tido!
A adrenalina era tanta que os dois chegaram ao clímax rapidamente.
- Ahh...
- Ohhh!
- Uau...
- Ah...
- Obrigada, Dr. Spengler...
- Disponha...
Ela deu um beijinho nele e ele correspondeu. De repente, eles ouviram um barulho na cama ao lado. Ah, não...
Egon tentou deitar em cima de Janine, puxando as cobertas pra cima, procurando cobri-la.
Ele também tentou fingir estar sonhando, esperando que Peter não desconfiasse de nada.
- Mm... Peter?
- Egon?
- Onde você vai?
- À prefeitura! Temos que falar com o prefeito... - Ah! Peter estava sonhando! E ele era sonâmbulo! Um detalhe que Egon tinha se esquecido.
- Peter, volte a dormir.
- Volto... eu vou no banheiro primeiro...
- Ok...
Ele saiu do quarto e Janine baixou as cobertas, exalando.
- É melhor eu sair, antes que ele volte!
- Acho melhor esperar ele voltar.
- Tem certeza?
- Tenho. Ele está zonzo de sono, vai voltar a dormir rápido.
- Então tá!
Janine apressou-se em vestir sua camisola de volta e deu um rápido beijinho em seu amado Caça-fantasmas, escondendo-se embaixo das cobertas de novo.
Peter voltou para o quarto e para sua cama.
- Peter?
- Mm?
- Tudo bem?
- Tudo, Egon, por que?
- Você queria ir à prefeitura...
- ...
- Peter?
 Ele já estava dormindo de novo. Egon o chamou mais uma vez, para se certificar. Ele ouviu um ressono.
- Janine... você já pode ir.
- Tá!
Ela rapidamente pegou o resto de suas roupas, levantou-se e deu um enorme beijo em Egon.
- Até daqui a algumas horas, Dr. Spengler...
Ele sorriu um sorriso maroto e a observou caminhar até a porta do quarto.
*****
No dia seguinte, Janine novamente levantou cedo - ela não conseguiu mais dormir depois que voltou para a sala; estava excitada demais - e foi fazer o café da manhã.
- Bom dia, Janine. - Era Peter. Oh, Céus. Ela torcia para que ele não tivesse desconfiado de nada, senão ia ser picuinha pelo resto da vida!
- Bom dia, Dr. Venkman. Dormiu bem?
- Dormi... você, pelo visto, teve uma noite bem agitada...
Ah, não!!! Ele desconfiava! Será que ele sabia? Que droga!
Ela resolveu fazer-se de inocente.
- Agitada? Por que?
- Sua camisola está do avesso. E que camisola... uau!! - disse ele, admirado as pernas sardentas da secretária.
- Dr. Venkman! Pare de ficar me secando! - disse ela, virando-se de frente.
- Uou! A visão de frente é melhor ainda! - ele tinha os olhos no decote dela...
AH! Ela tinha se esquecido de pôr o robe! Maldição!
Ela deu-lhe um empurrão e saiu marchando da cozinha, indignada.
- Janine!
- Uau!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://jfics.forumeiros.com
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 468
Data de inscrição : 28/02/2014

MensagemAssunto: Re: Fazendo a fama   Dom Abr 15, 2018 10:23 pm

6



Eram Ray e Winston, chegando à copa. Ela esperava cretinice de Peter, não dos dois! Argh!
- Caramba!
- Você viu?
- O Egon tem uma sorte do car...
Peter mal mencionou seu amigo e este chegou à copa.
- Bom dia, amigos! - disse ele, contente.
- Bom dia, senhor sortudo!
- O que?
- Nada! Nada não... - disse Peter, rindo.
Minutos depois, Janine voltou completamente vestida para a cozinha.
- Bom dia, Egon... - disse ela, sua voz num tom sedutor.
- Bom dia, Janine... - ele respondeu, no mesmo tom de voz.
- Dormiu bem? - perguntou ela num tom fingidamente inocente, dando um beijinho no rosto dele.
- Muito bem, obrigado... E você?
- Maravilhosamente bem...
Peter revirou os olhos e os outros amigos de Egon sorriram com a melosa troca de "bom dias" entre o casal.
- Rapazes, muito obrigada por me deixarem ficar aqui!
- Ora, Janine! Por nada!
- O que é isso!
- Por que você não olhou pra mim quando foi agradecer, hein?
- Porque eu não quis, doutor Venkman! E você não queria que eu ficasse, lembra?
- E você ainda me ouve...
Janine revirou os olhos, indignada.
- Pode ficar aqui sempre que quiser, sua chata!
- Obrigada, seu mala!
- Se você prometer não monopolizar o banheiro, pode ficar!
Ela deu um soquinho no braço dele.
- Ai! E nem ser violenta com a gente!
- Só sou com quem merece!
Egon deu uma risada com a troca de elogios entre seu amigo e a secretária.
- Janine! Posso falar com você?
- Claro, Egon!
- Vem comigo...
Os outros três Caça-fantasmas entreolharam-se com sorrisos marotos em seus rostos.
*****
- Você queria falar comigo, Egon? - Janine perguntou, assim que eles chegaram ao andar de baixo.
- Sim, hã...
Janine olhou para ver se ninguém estava descendo e atacou a boca de seu amado cientista.
- Mmpf...
- Ontem foi ótimo, Dr. Spengler... - ela sussurrou em seu ouvido.
- Hã... sim... foi, sim... - ele abriu um grande sorriso. Ela sorriu de volta - Bom... você quer sair para jantar hoje?
Janine sorriu de orelha a orelha.
- Claro, Egon!!!
- Ótimo!
Ela o abraçou. Apesar de estar saindo com Egon há vários meses, ela ainda ficava animada quando ele a chamava para sair. Afinal, eles eram muito ocupados e não tinham tempo para isso. Era raro ele chamá-la.
- Mas... e se aparecer um chamado?
- Os rapazes dão conta...
- Oh... - ela abriu outro sorriso - Tem certeza?
- Absoluta.
- Oh, Egon!!!
Janine beijou seu amado mais uma vez. Ela já sabia que seu sábado seria maravilhoso!
A noite anterior tinha mexido com a libido do sisudo cientista. Egon ainda estava animado e queria repetir a dose... quem sabe estendê-la...
- Te pego às oito?
- Ok!
- Até mais, então.
- Até!
Ela despediu-se dele com mais um beijinho e saiu saltitando da firehouse. Egon sorriu e subiu para o laboratório.
*****
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://jfics.forumeiros.com
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 468
Data de inscrição : 28/02/2014

MensagemAssunto: Re: Fazendo a fama   Dom Abr 15, 2018 10:24 pm

7



Às oito em ponto, Egon chegou ao apartamento de Janine. Ele tocou a campainha e foi recebida por uma Janine estonteante! Ela usava um vestido tomara que caia verde escuro e sapatos de salto bem alto.
- Você está linda!
- Awww, obrigada, Egon! Você também!
E ele estava mesmo. Usava um terno preto com uma gravata berinjela. E estava extremamente cheiroso.
- Vamos? - disse ele, dando o braço para ela.
- Vamos! - ela deu-lhe um beijinho no rosto.
Eles foram para o restaurante, comeram uma deliciosa comida francesa, beberam bastante vinho e conversaram bastante. Sobre trivialidades, sobre comida, sobre música e sobre o trabalho.
E sobre a noite anterior...
- Eu ainda não sei como nós conseguimos!
- Eu achei que o Peter tivesse descoberto!
- Eu também... quando ele levantou para ir ao banheiro...
- Hahaha! Ainda bem que ele não descobriu! Ele iria me pentelhar pelo resto da vida!
- Eu não iria deixar...
- Awww, Egon...
- Vamos?
- Ah... vamos!
Janine suspirou. Ele provavelmente a deixaria na porta de seu prédio, a beijaria e se despediria dela, provavelmente com um "Até segunda!". Bom, pelo menos o jantar foi delicioso!
Eles realmente foram até o prédio dela e ela esperava a despedida...
- Boa noite, Egon... Obrigada pelo jantar...
- Boa noite, Janine.
Ela o beijou levemente nos lábios. Com pouquíssimas esperanças, ela arriscou:
- Hã... você quer subir?
- Claro...
Hã? Ele... topou? Ele tinha realmente topado?! Janine mal podia acreditar! Ele deu o braço a ela e a guiou para dentro do prédio...
Egon iria subir até seu apartamento! Janine ficou muito excitada de repente... Será que eles repetiriam a dose da noite anterior? Pensar nisso a fez querer dar um gritinho! Mas ela ficou quieta.
Eles chegaram até a porta do apartamento e Janine reparou que um sorrisinho maroto não saía do rosto de seu amado. Isso tinha deixado-a ainda mais louca!
Entraram no apartamento e Janine deixou sua bolsinha e chaves numa cadeira perto da porta. Virando-se para Egon, ela sorriu um sorriso parecido com o dele.
Ele aproximou-se dela e a beijou, ternamente.
- Egon...
- Sim?...
- Quer... você quer... passar... a noite aqui? - disse ela, entre beijinhos.
Ele olhou nos olhos dela, os dele escuros de desejo.
- Só se for para estendermos a dose da noite anterior... - disse ele, com uma voz rouca e extremamente sedutora.
Janine ficou boquiaberta. Ela nunca tinha ouvido Egon falar daquele jeito. Ele soava como o homem mais sedutor da face da Terra, não um cientista e Caça-fantasmas caladão!
Ela atacou os lábios dele, beijando-o freneticamente, tirando rapidamente o paletó.
Ele a acariciava através do vestido, suas mãos percorrendo as curvas de sua bela secretária.
Sem desgrudar dele, ela o empurrou até seu quarto, e ele fechou a porta com um chute, jogando ambos na parte de trás dela.
- Ohh... meu Deus! - gemeu Janine, sentindo os lábios carnudos dele em seu pescoço.
Egon raramente agia assim. Ele ainda era um homem um tanto retraído, apesar de carinhoso.
Mas quando ele decidia seduzi-la... Janine sempre se rendia a ele. O homem era mesmo irresistível!
Ele puxou o zíper do vestido dela para baixo, enquanto conduzia-a para a cama. Janine terminou de tirar seu vestido e jogou-se em sua cama.
Egon arregalou aqueles lindos olhos azul-céu e foi terminando de despir-se. Janine sorriu com o showzinho particular de strip-tease.
Já apenas usando uma cueca vermelha com detalhes brancos (ele sabia que ela gostava dessa!), ele ajoelhou na cama e pairou sobre ela.
- Você é estupenda, Janine...
- Ohhh!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://jfics.forumeiros.com
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 468
Data de inscrição : 28/02/2014

MensagemAssunto: Re: Fazendo a fama   Dom Abr 15, 2018 10:25 pm

8



Ela o beijou e ele aprofundou o beijo, tirando dela seu sutiã, descendo por seu pescoço com os lábios, indo diretamente para os alvos seios dela.
- Ahhh!...
Ele passava a língua e sugava suavemente nos mamilos rosados. Janine respirava fundo...
- Ohh...
Ele desceu mais, deixando beijinhos curtos e molhados em seu estômago e baixo ventre... Janine arrepiou-se.
Chegando à região abaixo de seu umbigo, ele passou levemente a língua...
- Ohhh!
Egon exalou alto, soltando um grunhido baixo. Ele estava absurdamente excitado.
Ele puxou rapidamente a calcinha dela para baixo e beijou o interior de suas coxas...
- AH!
Sem perder tempo, ele levou a língua às partes femininas dela, lambendo cuidadosamente.
- Ah, Egonn!
Ele deparou-se com sua área mais sensível e passou a sugar, incessantemente.
- OH, MEU DEUS!
- Mmm...
- AHH!
- Mm!...
- OHHHH!!!
Janine logo chegou ao clímax. Ela já estava bem estimulada, depois dessa, então...
- Céus... que língua...
Egon riu, junto com sua secretária. Mas ele logo voltou a ficar sério e tentador.
Beijando-a intensamente, ele arrancou a cueca, seu membro ereto roçando nas encharcadas partes baixas dela...
- Oh...
- Ah...
Ele a beijou mais uma vez, desta vez, propositalmente roçando seu intumescido membro nela, provocando-a...
- Ohhh!
- Mmm... - gemeu ele, contra o pescoço dela.
- Egon...
- Mm?
- Por... ah... por favor!...
- Por favor o que? - provocou ele, de novo.
- Eu... Ahhh...
- Mm? Você o que?...
- Eu quero você dentro de mim logo, droga!
Ele soltou uma risada e a beijou, penetrando-a.
- MMM! - gemeu ela, através do beijo.
O homem era impetuoso, forte! Ele penetrava-a com toda a energia que possuía (e, de acordo com Janine, não era pouca!)!
- AHHHH!!! - gritou ela.
- Oh!
- Ohhh!
Janine cruzou as pernas nas costas dele para dar-lhe mais acesso e ele pegou mais velocidade, indo profundamente dentro dela...
- Meu Deus, Egon!!!
- Ahh!
- Ohhh!
- Nnngh... AHHH!
- AHHHHHH!
O clímax chegou rapidamente, passando por eles como uma onda gigante.
- Caramba!...
- Uau...
- Você sabia muito bem o que queria, hein, Dr. Spengler...
- O que eu queria não importava... o que sempre importa é quem! - disse ele, sorrindo largamente.
- Aww!
Eles se beijaram ternamente e Janine adormeceu nos braços de seu amado cientista.
*****
Egon chegou à firehouse na manhã seguinte com um sorriso enorme no rosto. Tinha tido um encontro excelente e uma noite fantástica. Ele estava muito feliz.
- Bom dia, doutor Spengler! - disse Ray Stantz, sentado na cadeira da recepção, com as mãos atrás da cabeça, com um sorrisinho maroto.
- Bom dia, Ray!
- Como foi o encontro?
- Estupendo!
- Que bom!
- Obrigado!
- Fico feliz que você e a Janine se acertaram! - ele sorriu genuinamente.
- Muito obrigado, Ray.
- Mas posso te pedir um favor?
- Claro.
- Dá pra intimidade ficar só no apartamento dela? Eu quase não dormi na noite de anteontem...
O queixo de Egon caiu. Oh, não!...
 
FIM
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://jfics.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Fazendo a fama   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Fazendo a fama
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Michael Landon na Calçada da Fama de Hollywood
» Fazendo triagem de vagões
» Definição Total
» Escorrida fazendo low poo - preciso de ajuda!
» Mais enxuta...

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
J-fics :: Os Caça-fantasmas :: The real Ghostbusters-
Ir para: