Bem-vindo!
 
InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 De onde eu conheço você?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 463
Data de inscrição : 28/02/2014

MensagemAssunto: De onde eu conheço você?   Sab Mar 01, 2014 4:51 pm

Título: De onde eu conheço você?
Autor: strawberriesapples
Gênero: Geral
Advertências: nenhuma
Censura / Classificação: G
Capítulos: One-shot
Nota: originalmente postada em 09/11/2013
Resumo ou uma promo: Jeannie faz uma nova amiga... será?


Jeannie adorava sair. Mesmo antes de ela se casar com o Major Nelson, ela amava fazer caminhadas, sair com o carro para dar uma volta (quando aprendeu realmente a dirigir), até pegar ônibus. Especialmente quando seu amo estava com ela.
Ela tinha tomado um gosto para compras e o fiasco do crédito não a deteve. Pelo contrário, agora que ela tinha uma idéia melhor do que era, ela se considerava uma excelente cliente. Seja lá o que isso fosse.
Ela queria comprar para seu marido um novo par de sapatos (porque ficaria muito bonito nele), mas ela não resistiu e entrou na loja de sapatos para comprar um par para ela própria. Ela estava experimentando um lindo par azul claro quando de repente ela ouviu:
"Com licença, você tem o 35 daquele?"
Jeannie olhou para a mulher. Ela portava-se de uma forma muito certinha. A mulher ofegou e olhou para os sapatos de Jeannie.
"Oh, meu Deus, esses são divinos! Você tem em tamanho 35?"
"Desculpe, minha senhora, são o último par." disse o vendedor, referindo-se aos sapatos de Jeannie.
"Desculpe!", disse ela.
"Ah... tudo bem, você viu primeiro! Pode ficar com eles! Eles ficam muito bem em você!"
‘Isso foi legal da mulher’, pensou Jeannie. Ela pagou os sapatos e deixou a mulher lá, experimentando o par que ela tinha pedido originalmente.
Ela, então, foi para a boutique. Seu amo não se importaria se ela comprasse um vestido novo para combinar com os sapatos.
Ela demorou um pouco na loja, olhando para cada roupa que eles tinham lá. Ela passava o olho pelos cabides quando ela encontrou um vestido azul-turquesa maravilhoso. ‘Ah, esse é perfeito!’, pensou. Ela tinha acabado de pegar o vestido quando sentiu alguém puxando-o do outro lado da arara.
"Ei!"
"Esse vestido é meu!"
Era a mesma mulher da loja de sapatos.
"Oh!"
"Você!"
"Heh. Que coincidência!"
"Sim, não é?"
"Você pode ficar com ele. Afinal, você me deixou ficar com os sapatos..."
"Oh, muito obrigada."
"Sem problemas!"
"Agora tudo que eu preciso é de um bom perfume. Você já ouviu falar dessa nova fragrância, chamada Azuree?"
"Eu estou morrendo de vontade de experimentar esse!"
"Oh! Podemos ir juntos para a loja de perfume e depois podemos tomar uma xícara de café! O que você acha?"
"Oh, eu adoraria!"
Jeannie encontrou um vestido que era tão maravilhoso como o outro em sua opinião. Ela pagou o vestido e saiu da loja com sua nova amiga. Amiga? Talvez . A mulher parecia familiar. Talvez elas tivessem se encontrado antes.
Elas foram para a loja de perfume e experimentaram a nova fragrância. Era mesmo deliciosa! Cada uma comprou um vidro e foram para um café ali perto.
Elas pediram e começou a falar sobre trivialidades, como o clima, comida e... a razão pela qual a mulher estava lá. Hum.
"Posso te contar uma coisa?"
"Claro!"
"Eu não venho aqui há algum tempo. Eu costumava morar aqui até que me mudei para a Europa, há alguns anos."
"Europa? Sério?"
"Sim... era tudo lindo e perfeito até o divórcio."
A mulher era divorciada! Coitada! Não é à toa que ela estava carregando "centenas" de sacolas! Ela parecia estar gastando dinheiro sem cuidado. E o de outra pessoa.
"Sinto muito!"
"Oh, não sinta... foi melhor, não era pra ser, desde o início."
"Então... você voltou... para casa?"
"Mais ou menos. Na verdade, eu voltei para ver um velho amigo."
"Ohhh... e quem é ele?"
"Oh, eu mencionei que era "ele"?"
"Não!..."
"Oh, você é muito perspicaz!"
"Heh. Obrigada. Pelas coisas que você comprou, você parece querer deixar uma ótima impressão!"
"Bem... Me chame de louca e insensata, mas... ele é uma antiga paixão..."

"Ohhh... e você espera reacendê-la?"
"Haha! Bem, nunca se sabe... na verdade..."
"Sim?"
"Ele era mais do que apenas uma paixão."
"Oh?"
Era uma situação esquisita. Esta mulher, que não conhecia Jeannie, estava contando a ela sobre sua vida pessoal. Talvez ela tivesse um rosto "confiante". E a mulher parecia familiar para ela ...
"Ele era... ahn... meu noivo."
"Oh, céus! Sério? O que aconteceu?"
"Bem... ele... eu acho que havia outra mulher."
"Ah... sinto muito..."
Jeannie genuinamente sentiu pena dela. Ela não podia imaginar outra mulher entrando na vida de seu marido e – Alá a livre – destruir seu casamento.
"Ele não era mais o homem de quem eu fiquei noiva. Ele estava estranho, tão neurótico o tempo todo... e foi aí que meu marido - bem, meu ex-marido agora - entrou na minha vida..."
Hmm. Onde Jeannie havia ouvido essa história antes?
"Meu ex-marido e eu crescemos juntos... parecíamos... mais irmãos, e não um casal. Não havia muita paixão... com meu ex-noivo... havia muita paixão, mas ele começou a agir de forma estranha..."
Jeannie tinha certeza que ela tinha ouvido essa história antes.
"Você acha que ele mudou? Quero dizer, seu *amigo*."
"Espero que sim! Meu Deus, eu sinto falta dele... Ele é inteligente, charmoso, bonito..."
"Hehe, parece o meu marido!"
"Oh, você é casada!"
"Sou! Com um militar maravilhoso!"
Ela não sabia o que a fez dizer isso, ela apenas deixou escapar. De alguma forma, ela não queria que o amigo da mulher fosse melhor do que seu Anthony.
"Oh! Meu amigo é um militar também!"
"Sério?"
"Sim!"
"Marinha?"
"Força Aérea."
"Oh! O meu marido também!"
"Que coincidência! Talvez eles se conheçam!"
"Talvez!"
"Talvez você o conheça!"
"Sim! Como ele é?"
"Oh, ele é bonito, alto, cabelo castanho claro ..."
"Assim como meu marido!"
"...olhos verde-mar, deliciosos lábios carnudos... e uma voz grave e muito sensual..."
"Esse é exatamente o meu marido! Qual é o nome do seu amigo?"
A mulher tinha um olhar sonhador no rosto, como se estivesse relembrando grandes momentos. Ela respondeu à pergunta de Jeannie com uma voz igualmente sonhadora:
"Tony..."
Jeannie arregalou os olhos. Tudo voltou a ela em um flash. Ela nunca poderia ser amiga daquela mulher. Lembrou-se de sua elegante pose, seu sotaque pomposo e... seu cabelo escuro. Oh, não! Céus, não!
"Ah... ahn... como você se chama mesmo?"
"Oh, eu sinto muito! Eu não disse meu nome! É Melissa. Melissa Stone."
Sim, era ela! A mulher que estaria no lugar dela se ela nunca tivesse conhecido seu amo. A mulher que assombrou seus sonhos por um mês terrível depois que ela o conheceu. A mulher que ainda assombrava seus sonhos às vezes. A mulher que tinha voltado... para roubar seu amo dela novamente. Mas mal sabia ela que Anthony Nelson tinha mudado... e era muito bem casado com a mulher que estava na sua frente.
O velho ciúme de Jeannie voltou. Ela não podia evitar. Seu marido era... bem, dela, e ela não iria deixar nenhuma mulher nem chegar perto dele!
"Prazer... em conhecê-la."
"E você? Você não me disse seu nome."
Jeannie deu um sorriso cínico. Sua irmã ficaria orgulhosa. Duas simples palavrinhas e ela iria arruinar o dia da mulher. Talvez sua vida. A mulher tinha sido gentil com ela, mas... desculpe, ela era o inimigo. E tudo é justo no amor e na guerra. Ela tomou um gole de chá gelado e disse, com uma voz doce:
"Jeannie Nelson."
A mulher ficou pálida, com uma expressão impassível no rosto. Em seguida, ela desmaiou.
Jeannie sorriu para si mesma mais uma vez e tomou outro gole de seu chá gelado.

FIM
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://jfics.forumeiros.com
 
De onde eu conheço você?
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» ONDE VOCÊ PASSARÁ A ETERNIDADE
» Mitologia Grega- Qual Deusa você é? Descubra!
» Achei onde tem Yamasterol de 4,6L (galão) em SP
» ONDE COMPRAR PÓ DE EMLA E SHINKAKAI?
» Deus colhe onde não plantou. Como entender?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
J-fics :: Geral-
Ir para: