Bem-vindo!
 
InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 Sabor artificial de morango

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 468
Data de inscrição : 28/02/2014

MensagemAssunto: Sabor artificial de morango   Sab Set 03, 2016 9:30 pm

Título: Sabor artificial de morango
Autor: strawberriesapples
Shipper: Peter/Valerie Cartwright
Gênero: Romance
Censura/Classificação: R
Capítulos: One-shot
Resumo ou uma promo: Ele preferia os sabores naturais mesmo...




Aquele encontro tinha sido diferente. Eles não tinham ido a um jantar romântico ou algo assim. Ela tinha deixado Peter escolher o local. E ele escolheu um que a fez pensar "Aww, é a cara dele mesmo!": o parque de diversões. "Vamos, Valerie, você vai se divertir!" disse ele. Como ela poderia recusar? Ele sorriu aquele sorriso extremamente fofo dele, com covinhas e tudo. Ela aceitou, claro.
Eles foram ao carrossel ("Sabe que a gente tocou num carrossel uma vez?" "Jura? Aww!" "Sim. Mas saímos tontinhos depois." "Haha! Aww, Peter!"), à roda gigante ("Peter, segura a minha mão!" "Pode deixar, Valerie. Eu estou aqui com você." sussurrou ele no ouvido dela, enquanto apertava sua mão delicadamente. Ela se arrepiou), ao carrinho bate-bate ("Argh! Eu sou péssima na direção!" "Se você quiser, eu treino com você depois!" "Aww, Peter, você ia perder a paciência logo!" "Claro que não! Eu tenho toda a paciência do mundo pra você!") e resolveram parar para comer alguma coisa.
Eles pararam numa barraquinha de cachorro quente e Peter decidiu depois que queria algo doce. Perto dali havia um homem vendendo várias guloseimas. Eles pararam naquela barraquinha e Peter avistou algo que fez seus olhos brilharem.
- Caramba! Eu não vejo um desses desde que era pequeno!
- Um o que?
- Um pirulito daquele! Quanto é? - perguntou ele para o homem. Era um pirulito enorme em forma de roda, vermelho e branco, com sabor de morango.
- Cinquenta centavos.
- Me vê um! Você quer, Valerie? - ele se virou para ela, caçando as moedas no bolso.
- Não, obrigada. - disse ela com um sorriso. Peter era um rapaz adulto, mas ela adorava o jeito às vezes pueril dele.
Ele pagou o homem, eles se afastaram e ele desembrulhou o pirulito, lambendo os lábios. Valerie sorriu.
Mas ela ficou séria de repente com o que ela viu a seguir.
Peter tinha passado a língua no enorme pirulito, chupando o topo, soltando um gemido de satisfação, seus olhos fechados.
- Ah, que delícia! - disse ele, voltando a atacar o doce com a boca.
Valerie sentiu uma quentura por todo o corpo e uma umidade entre as pernas. Seu coração acelerou e ela exalou alto. Nunca sentiu tanta inveja de um pirulito em sua vida.
- Valerie? O que houve? Você está bem?
- Hã... eu...
- Quer uma chupada? - disse ele, na maior inocência, oferecendo-lhe o pirulito.
Foi a gota d'água! Ela queria uma chupada sim! Mas não a que ele estava oferecendo!
- P-Peter... vamos para casa!
- Mas... a gente chegou não faz muito tempo!
- Peter, por favor!!! - ela implorou. Ela precisava mesmo ir para casa.
Vendo a urgência nos olhos dela, ele cedeu. Eles foram caminhando até a casa de Valerie, já que não era muito longe dali.
Ela ficou extremamente quieta durante o passeio de volta. Só conseguia pensar na língua de Peter naquele maldito doce! E oh, lá ia ele de novo, desta vez passando a língua em volta do pirulito, uma expressão de deleite no rosto dele.
- Valerie.
- O que?!
- Você está chateada comigo?
- Não, Peter... "Não é com você que eu estou chateada! É com o seu doce! Se é que é possível ficar chateada com coisas inanimadas." - pensou ela.
- Por que você está tão quietinha, então? - perguntou ele com um tom doce de voz.
- É que... ah, chegamos. Vamos entrar.
Eles entraram e ela o beijou profundamente, abraçando-o apertado. O pirulito caiu da mão dele.
- Ahhh! Meu pirulito! - reclamou ele.
- Peter!
- O que? - ele parecia chateado.
- Eu nunca tive tanta inveja de um pirulito na vida! - confessou ela, olhando nos olhos dele.
Peter engoliu seco e finalmente entendeu o porquê de Valerie voltar para casa tão calada. Ele sorriu um sorriso maroto e disse:
- Não precisava. O sabor daquele pirulito nunca vai chegar aos pés do seu...
Ela gemeu baixo e disse:
- Então prova pra mim...
- Com prazer... - respondeu ele seriamente, sua voz uma oitava abaixo...
Valerie se arrepiou novamente e ele a carregou escada acima aos beijos, abrindo a porta do quarto dela e jogando-a em sua cama, fazendo-a dar um gritinho.
Ele a beijou profundamente mais uma vez e rapidamente levou sua mão direita ao centro dela.
- Você está molhada...
- Mmm... muito...
- Pronta pra ficar mais? - provocou ele.
- Ohhh... por favor!
Peter sorriu e levantou-lhe a saia do vestido. Sorrindo maliciosamente, ele arrancou dela a calcinha.
- Aah!
- Ohh, srta. Cartwright... - começou ele, entre beijos nas coxas dela - você não precisava MESMO ter inveja daquele pirulito...
- Aaaaah! - ela gemeu alto. Ele tinha passado a língua em suas partes íntimas tal qual fez com o doce.
- Mmm...
- Ohhh... oh!
Ele a lambia, chupava-a, lambia novamente...
- Mmm... muito mais gostosa que aquele pirulito!
- Ahhh, Peter!
Ele finalmente encontrou sua área mais sensível e passou a agitar a língua, alternando entre sugadas. Valerie estava indo à loucura.
- Oh, meu Deus! Peter!!!
- Mmm...
- Eu vou...
- Mm-hm...
- AAAAAAHHHH!!!
Ela gritou, chegando logo ao clímax. Ainda a impressionava o fato daquele rapaz aparentemente tão inocente ser um amante tão fantástico.
- Ohh, Peter... - soltou ela, a respiração voltando ao normal - isso foi ótimo...
- E aí? Você se convenceu?...
- Hahaha!
- Além do mais... aquele sabor era artificial... prefiro os naturais! - disse ele com um sorriso maroto, beijando-a profundamente novamente.
 
FIM
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://jfics.forumeiros.com
 
Sabor artificial de morango
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Pizza Sensação (chocolate e morango) como fazer?
» Massa sabor chocolate
» Como dar sabor a massa da pizza
» Gelatina!
» GÉIS FEITOS EM CASA

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
J-fics :: The Monkees-
Ir para: