Bem-vindo!
 
InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 Mais tarde naquela noite

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 463
Data de inscrição : 28/02/2014

MensagemAssunto: Mais tarde naquela noite   Qui Nov 12, 2015 1:45 pm

Título: Mais tarde naquela noite
Autor: strawberriesapples
Shipper: Jeannie/Major Nelson
Gênero: Romance
Censura / Classificação: R
Capítulos: One-shot
Nota: Escrita em 07/11/2015

Resumo ou uma promo: Jeannie tem um pesadelo e seu amo tem um jeito todo especial de acalmá-la...



- Não... por favor... não!
- Mm?
- Por favor! Não!
- Jeannie?
- Não, não!!! Anthony!!!
Jeannie estava se revirando na cama por causa de um pesadelo. Ela estava tão agitada que acordou seu marido.
- Sim! Querida, eu estou bem aqui! - Disse ele, pegando em seu braço.
- Ohh... Anthony?
- Sim! O que aconteceu? Você teve um sonho ruim?
- Ah sim…
- Shh, eu estou aqui... - ele a segurou.
- Ohh!
Jeannie começou a chorar. Seu sonho terrível tinha sido muito vívido!
- Querida, você está chorando?
- Oh, foi horrível! Sonhei que você foi para o espaço e nunca mais voltou!
- Jeannie, você sabe que eu nunca faria isso!
- Foi horrivel! Você tinha ido e eu nunca mais iria vê-lo novamente!
Ela estava chorando muito agora. Ela ficou tão impressionada com o maldito sonho que ele deixou-a nervosa.
- O que é isso, querida! Não há nenhuma razão para chorar!
- Eu não posso evitar! Foi horrivel! Eles fizeram você ir embora para o espaço e você nunca mais voltou!
- Shhh... Eu não vou a lugar nenhum. Volta a dormir…
- Eu não posso! Eu tenho medo de ter um pesadelo ainda pior!
- Tudo bem. Shh... Jeannie! – ele ouviu-a fungar. Ela estava tremendo.
- Hum?
- Você ainda está chorando?
- Estou muito nervosa! Lamento, Amo!
Ela lamentava mesmo. Ela não quis acordá-lo. Ela queria se acalmar e voltar a dormir. Mas ela não conseguia!
- Está tudo bem, querida... Shh... Deixa eu dizer uma coisa: vou pedir para ficar fora dessa missão, então.
- O quê? Mas você não pode! Ser um astronauta é a sua vida!
- Não... minha vida está bem aqui ao meu lado... - ele sorriu.
- Awww... oh, querido! - Ela o abraçou – Mas... você tem certeza? É o seu trabalho, e...
- Sim, você mesma disse: é o meu trabalho. Um emprego. Haverá outras missões.
- Oh, Anthony... você tem certeza mesmo?
- Claro que sim! Agora, acalme-se. Eu não vou a lugar nenhum.
- Oh querido!...
Ela o abraçou novamente. Mas ela ainda estava tremendo. Ele tinha que fazê-la se sentir mais calma.
E ele sabia exatamente como.
Ele começou a beijar seu rosto. Beijinhos rápidos para fazê-la parar de tremer.
- Você não merece se sentir assim... - disse ele.
- Aww... - ela sorriu novamente.
Ele desceu até o pescoço, ainda dizendo que ela não devia ficar nervosa...
- Mmm...
Ele deu um sorriso preguiçoso e acariciou sua cabeça e seu rosto (enxugando suas lágrimas) antes de dar-lhe um beijo profundo.
Ela automaticamente colocou os braços em volta dele.
Ele saboreou sua boca, passando a língua na dela, chupando o lábio inferior e aprofundando o beijo novamente.
- Ohhh... - ele gemeu depois de quebrar o beijo - Hoje vai ser só pra você... - ele sussurrou em seu ouvido antes de atacar seu pescoço novamente.
- Mmm...
Ele acariciou sua parte superior do corpo por baixo da camisola até que alcançou seus seios. Ela gemeu.
- Oh...
Ele apertou-os suavemente, beliscou seus mamilos. Ela logo piscou para tirar a camisola.
Ele sorriu e substituiu imediatamente as mãos por seus lábios e língua.
- Oooooh! - Ela gemeu.
Se Anthony estava planejando acalmá-la seduzindo-a, ele estava conseguindo!
Ele passou a língua sobre os mamilos, agitou-a chupou-os. Ela estava ficando louca de desejo...
Sua respiração era pesada enquanto ele beijava todo o corpo dela. Ele estava determinado a não só acalmá-la, mas a fazê-la se sentir completamente satisfeita.
Ele queria deixá-la ansiosa... mas com desejo, não com preocupação...
Voltando à sua boca, ele puxou a calcinha para baixo e enfiou dois dedos dentro dela.
- Mmmm! - Ela gemeu através do beijo. Seus dedos estavam encharcados; ela já estava muito molhada...
Seu ritmo era lento, e ele friccionava ocasionamente seu botão sensível...
Ela interrompeu o beijo para respirar e soltou um gemido alto. O homem realmente sabia como atingi-la, por assim dizer...
Ele ficou mais rápido e ela chegou ao clímax minutos depois, gemendo com alívio...
Ele apenas sorriu maliciosamente e beijou-a novamente.
- Oh, Céus, Anthony... - ela ofegava.
- O que foi, Jeannie?... - Ele ofegou também, entre beijos em seu rosto e pescoço.
- Você é tão... ohhhh...
- Estou apenas começando, querida...
- Ohhhhh!
Ele desceu de seu corpo novamente, beijando e lambendo suas coxas úmidas, passando a língua na parte inferior do abdômen (fazendo-a gemer e rir ao mesmo tempo!) e, finalmente, em suas partes íntimas.
- Ohhhh! Sim…
- Você está tão molhada...
- Oooooh...
Ele lambeu-a lentamente, provocando-a, saboreando-a. Ela estava ficando mais louca a cada minuto.
Ele chupava sua carne sensível, seu botão, enfiava a língua profundamente dentro dela e agitava-a. Ela não conseguia parar de gemer.
- Ohhhh, Anthony, sim!
- Mmm...
- Oh! Ah! Ahhh! Anthonyy, por favor!!!
Ele finalmente a fez chegar ao auge do deleite. O homem era realmente hábil em satisfazê-la. Ela às vezes ficava úmida só de pensar nele e no que ele sabia fazer com a língua.
- Ohh... Céus...
Ele riu e beijou-a novamente. Ele amava aquela mulher com todo o seu coração e fazer amor com ela era sempre uma experiência incrível.
- Eu te amo tanto, Jeannie...
- Ohhh! Eu também te amo, Anthony!
Ela não aguentava mais aquela provocação toda. Sim, ele a fez chegar ao clímax com apenas seus dedos e sua boca e língua, mas ela queria que ele acabasse com ela espetacularmente. Ela precisava de seu equipamento enorme dentro dela, com urgência.
Ofegante, ela piscou para tirar dele o pijama e a cueca. Ele prontamente penetrou-a, gemendo.
- Oh...
- Ahhhh... - Ela respondeu, aliviada.
Ela tentava se mover junto com ele e cruzou as pernas em suas costas para lhe dar melhor acesso. Ele inalou pelos dentes.
- Oh... ooooh... ah...
Seus movimentos eram lânguidos e ele estava tentando segurar seu alívio o máximo que podia. Os gemidos dela ficaram mais e mais altos e ele sorriu; era exatamente o que ele queria.
- Ahhh... ahh... oh, Anthony!
Ele estava ficando fora do ar; ele começou a ceder quando ela começou a contrair suas paredes internas em torno de seu membro...
- Nnngh... porra!
- Ahhh!
- Oh, Jeannie!
- Anthonyyyy!
- Aghhh!
Ele teve seu merecido alívio afinal. Aquela competiçãozinha o levou ao limite. Você ganhou, Jeannie.
Ele soltou um último suspiro em cima dela, exausto. Ela mesma também estava bem esgotada.
- Então... se sente melhor? - Ele levantou a cabeça e sorriu marotamente para ela.
- Oh... muito! - Ela lhe deu um sorriso bobo.
- Que bom... - ele descansou a cabeça em seu peito.
- E se depender de mim...
- O quê?
- O único espaço em que você vai ficar é este quarto... - disse ela, rindo.
Ele riu, beijou-a com ternura e abraçou-a até que ela adormecesse, levando-o junto com ela.

Fim
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://jfics.forumeiros.com
 
Mais tarde naquela noite
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» noite da pizza na igreja
» Tem problema lavar o cabelo a noite?
» Noite de Núpcias - DESCONFINADOS
» “Mulher Mais Feia Do Mundo” Prova Que Jesus Torna Todas As Coisas Bonitas
» Sai a lista dos pastores mais ricos dos Estados Unidos.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
J-fics :: Romance - M-
Ir para: