Bem-vindo!
 
InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 Uma cantora genial

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
bajumoon

avatar

Mensagens : 645
Data de inscrição : 04/03/2014
Idade : 31
Localização : São Paulo - SP

MensagemAssunto: Uma cantora genial   Qui Out 09, 2014 10:33 pm

Título: Uma cantora genial
Autor(a): Jussara/bajumoon
Shipper: Major Nelson/Jeannie II
Gênero: Song Fic/
Censura / Classificação: M
Advertências: Contém cenas hot
Capítulos: One-shot
Resumo ou uma promo: O Major Nelson ganha um showzinho particular de certa gênia.






“Você não vai jantar, amo?” Perguntou Jeannie para o Major Nelson.
“Não, Jeannie! Estou muito cansado! Se você não se importa, eu vou apenas tomar um banho e dormir!” Disse Tony.
“Está bem, amo querido! Descanse!” Jeannie sorriu, dando um beijinho nele.
O Major Nelson estava esgotado! Não tinha ânimo nem para falar com sua gênia, mesmo sabendo que eles tinham que ter uma conversa séria, no dia seguinte.
Isso porque estava cansado da irmã dela!
Jeannie II continuava aprontando das suas e o envolvendo em problemas.
Hoje foi um desses dias, quando ela apareceu em seu escritório, a pretexto de uma “simples visita”, tentando convencê-lo a deixar Jeannie e sair badalando pelo mundo com ela.
Por sorte, Jeannie II não tencionava demorar, pois tinha que voltar para o seu amo. Mas o Major Nelson desconfiava que ela tivesse aparecido para planejar um novo golpe.
Bem, ele pensaria nisso depois. Estava esgotado de tanto trabalhar de se preocupar com os truques de Jeannie e da família dela.
Tudo que ele precisava agora era descansar.
Depois de sair do banho e vestir seu pijama, o Major Nelson deitou em sua cama e adormeceu quase instantaneamente.

***

Tony andava por um lugar escuro, enevoado.
Sentia-se um pouco entorpecido e tinha necessidade de sentar-se.
Ele avistou uma cadeira, junto de uma pequena mesa e sentou-se.
Ao olhar melhor ao seu redor, ele percebeu que estava em uma boate, porém, não havia mais ninguém ali, além dele.
Enquanto tentava entender o que fazia ali, uma simpática e bonita garçonete, trouxe uma garrafa de whisky e um copo.
“O-obrigado, moça, mas eu preferiria não beber algo tão forte!” Tony disse a ela.
“Você vai precisar disso!” Ela argumentou, saindo em seguida, antes que o Major Nelson pudesse dizer qualquer outra coisa.
Sentindo-se confuso, ele resolveu se servir do whisky. Talvez isso o fizesse sentir-se melhor.
Ele colocou um pouco em seu copo e bebeu em um só gole, sentindo a forte bebida rasgar-lhe a garganta.
Com os olhos lagrimejando, ele olhou para frente e percebeu que havia um palco.
Luzes coloridas o iluminavam e dele surgiu uma mulher.
Ele não conseguia ver direito o rosto dela, mas ela chamou sua atenção.
Principalmente porque no instante seguinte ela começou a cantar:


Bend it, bend it...*


A voz dela era maravilhosa, ele gostou muito. Não estava mais preocupado em saber a razão por estar ali.
Se ele estava, então aproveitaria o momento.
Show me you can move
And do the dance
That's really in the groove...
O Major Nelson passou a sacudir as pernas, animado com a música que ela continuava a cantar.
Tony percebeu que aquela voz não lhe era estranha. Seus olhos se arregalaram. Seria quem ele estava pensando?


And bend it, baby
There is nothing to it
Even tiny kids in school can do it
Just relax
There's stacks of time
So bend it, bend it
Don't pretend it...



Suas suspeitas se confirmaram, quando ela saiu do palco e foi em sua direção.
Agora o Major Nelson podia ver muito bem o rosto dela: era Jeannie Segunda!
Ele deveria se irritar, ou sair daqui, mas estranhamente ele não estava incomodado com a presença dela. Na verdade queria continuar a vê-la cantar:


Bend it, bend it,
There's no need to hurry
Let your mind be free
From work and worry
When we dance the
Bend like this together
I'm so sure that
We could dance forever,
there's lots of time
So bend it, bend it
Don't pretend it



Ela estava ainda mais próxima dele agora.
A gênia usava um vestido preto brilhante, colado ao corpo, com um decote pra lá de generoso.
Tony a olhou de cima a baixo, sem se sentir culpado.
Aquilo tudo era tão surreal, que ele não estava se importando em pensar muito!
Jeannie II se aproximou mais dele, sem deixar de cantar e com um sorriso atrevido, puxou as alças de seu vestido para baixo, revelando seus seios.
Tony arfou surpreendido. Ele inclinou-se um pouco para trás, enquanto ela, sem nenhum acanhamento continuava a cantar e agora a dançar também.
Higher, higher...
Ela sentou-se no seu colo, de frente para ele e piscou, tirando a camisa que ele usava. Passou a alisar o peito dele com a mão esquerda, continuando com o microfone na direita, enquanto cantava animadamente.


Bend it, bend it,
Just a little bit
And take it easy
Show you're liking it
And bend it, baby
There is nothing to it
Even tiny kids in school can do it
Just relax
There's stacks of time
So bend it, bend it

Don't pretend it...


Ela dançava no colo dele, enquanto Tony permanecia imóvel, sem saber o que fazer. Ele respirava com rapidez e estava terrivelmente excitado.


Bend it, bend it,
Just a little bit
And take it easy
Show you're liking it...



Ohh...

Jeannie II cantava agora com dificuldade, dando uma risadinha e arfando, alegre, percebendo a “empolgação” do Major Nelson.
Ela piscou e as calças, meias e sapatos de Tony desapareceram e ele ficou apenas com sua cueca vermelha.


And bend it, oh, yeah! (Higher)
Bend it, oh, yeah! (Higher)


Sem poder mais se conter, ele deslizou as mãos pelo corpo curvilíneo dela, parando em seus seios.
Ele começou a massageá-los, enquanto olhava pra ela, dando um sorrisinho.
Ela gemeu alto, sem deixar de cantar e Tony puxou seu curto vestido pra cima, alisando o traseiro dela.

Wee!

Ela terminou sua canção, tomando a boca dele, num beijo voraz.
Ela continuou se remexendo no colo dele, fazendo ambos, gemerem.
Sem poder se controlar mais, ela piscou tirando as peças íntimas deles e o encaixando nela.
Ela gritava de prazer, quase pulando no colo dele, com seus movimentos frenéticos.
O Major Nelson a segurava pela cintura, ajudando-a com as investidas e a mantendo firme em cima dele.
Não demorou muito para que ele alcançasse um prazer intenso, gemendo alto...
 
***
“Ahhh...” Tony acordou no escuro do seu quarto, suado e ofegante.
Jeannie correu até o quarto dele, assustada e acendendo a luz.
“Amo o que houve?”
“Hã?”
“Você gritou! Está se sentindo bem?”
“Ah, sim!” Ele respirou fundo, tentando se acalmar. “Estou bem. Foi só um pesadelo! Desculpe-me por ter acordado e assustado você!”
“Não tem importância! Quer um copo leite quente para se acalmar?”
“Não, não é necessário!”
“Foi muito ruim o sonho?”
“É... sim! Mas já passou e é melhor não falarmos disso!”
“Está bem!”
“Vá para sua garrafa e volte a dormir. Prometo que não voltarei a fazer isso!”
Jeannie fez o que ele pediu e Tony foi até o banheiro.
Ainda estava abalado com o sonho erótico. Como pode ter um sonho assim com a irmã de sua gênia?
Ele jogou um pouco de água fria no rosto e resolveu que era melhor tentar esquecer isso!
Porém, enquanto deitava-se, a música que ela cantara para ele, ainda ecoava em sua mente.


Bend it, Bend it...


***
Em cima do telhado da casa do Major Nelson, Jeannie II ria, divertida:
“Espero que tenha gostado do show, queridoo!”

Fim


* Música: Bend it
Intérprete: Barbara Eden
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Uma cantora genial
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Eu quero esse cabelo!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
J-fics :: Romance - M-
Ir para: